Rio proíbe venda e circulação de livro de Adolf Hitler

0
12



O prefeito do Rio, Eduardo Paes, sancionou nesta sexta-feira (7) uma lei que proíbe a comercialização, publicação e circulação do livro escrito por Adolf Hitler, “Minha Luta (Mein Kampf, em alemão)”, em toda a cidade do Rio de Janeiro. O projeto é de autoria dos vereadores Teresa Berher (Cidadania) e Prof. Célio Lupparelli (Dem).

De acordo com a publicação no Diário Oficial do Município, os estabelecimentos que descumprirem a lei poderão ser multados e ter o alvará de funcionamento cassado. Em 2016, o Tribunal de Justiça do Rio (RJ-RJ) já havia proibido a comercialização do livro escrito pelo ditador nazista. Na época, o juiz Alberto Solamão Junior, da 33ª Vara Criminal do Rio, justificou sua decisão afirmando que o livro incitava práticas de intolerância contra diversos grupos sociais.

O livro foi publicado em 1925, quando Hitler estava na prisão. A obra exalta o sentimento nacionalista a partir de conceitos raciais, além de indicar quem seriam os grandes inimigos da Alemanha que precisava ser combatidos. Anos depois, o texto se tornou um dos principais guias do partido nazista e serviu como justificativa para a perseguição de judeus.



Fonte: O São Gonçalo