Procura por doses da vacina contra Covid-19 é grande em Caxias neste domingo

0
16


Sempre marcada por aglomerações, a procura pela aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, foi intensa, mas sem grandes transtornos, na manhã deste domingo. A prefeitura montou quatro postos móveis de vacinação, destinados a pessoas com mais de 59 anos. A descentralização foi uma das recomendações do Ministério Público. A imunização começou às 7h e, às 9h, o posto montado na calçada da Rua Nilo Peçanha, no Centro, que contava com 1.500 doses, já tinha realizado mais de 1.100 imunizações.

Vacinação de outros grupos prioritários, como profissionais de segurança, é mantida para 26 de abril

Com Covid-19, prefeito Eduardo Paes diz que está com febre leve e lamenta pandemia: ‘Nada é mais anticarioca’

Em cada posto, duas filas eram formadas, uma para pedestres e outra para pessoas de carro. A fila de automóveis era maior e dobrava o quarteirão. Na fila de quem estava a pé, funcionários da secretaria municipal de Saúde distribuíam senhas e adiantavam o preenchimento do cartão de vacinação. Apenas doses da Astrazeneca foram aplicadas.

Fila de carros na Av Nilo Pecanha, em Caxias, dobrava o quarteirão neste domingo
Fila de carros na Av Nilo Pecanha, em Caxias, dobrava o quarteirão neste domingo Foto: Hermes de Paula / Agência O Globo

Moradora do bairro Jacatirão, a doméstica Lúcia Costa, de 59 anos, contou que chegou às 9h e conseguiu ser imunizada logo. Ela disse que estava acompanhando as notícias ansiosa por esse momento:

— Quando vi na TV ontem que iriam aplicar vacina hoje para quem tinha mais de 59, já corri e conferi o endereço dos postos. Estava esperando por esse momento. Cuido de um idoso e fico muito preocupada – relatou Lúcia, que pegou a senha de número 632. A numeração era diferente da fila do drive thru.

A aposentada Rosa Aristides, de 64 anos, também conseguiu sua primeira dose. Ela foi de carro e reclamou da fila, que era bem maior da de quem esperava de pé:

— Pegamos uma fila imensa, mas valeu a pena. Sou aposentada por invalidez e tenho muitos problemas de saúde. Agora estou mais tranquila.

Fila por UTI de Covid-19 volta a crescer no Rio após oito dias de queda

Ministério da Saúde nega compromisso de abrir 560 leitos federais para Covid-19 no Rio por falta de recursos





Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui