Primeiro caso de vício ao jogo Fortnite é registrado na Espanha

0
18



Um jovem espanhol teve que ficar internado por cerca de dois meses em função de um grave vício no jogo Fortnite. O caso é tratado pela comunidade científica como o primeiro caso clínico de adição (vício exagerado ao jogo) a este jogo no mundo. As informações são do Extra.

O rapaz deu entrada no Hospital Provincial de Castelló após apresentar uma série de distúrbios comportamentais característicos da doença, como o auto isolamento e a recusa a interações sociais. Segundo a equipe médica da instituição o menor apresentava ainda outros sintomas de um quadro grave de adição, como a rejeição ao tratamento médico, a inflexibilidade pessoal persistente, a falta de interesse no meio à sua volta, à queda de desempenho em atividades básicas do cotidiano e o sono prejudicado.

A família do jovem afirmou ainda que o seu desempenho acadêmico, antes primoroso, também foi afetado pelo vício. De acordo com os pais, o menor perdeu o interesse pelos estudos e começou a se abster do cumprimento de suas obrigações, o que acabou resultando numa mudança de turma.

Na primeira fase de tratamento foi promovida a socialização supervisionada do rapaz. De acordo com a equipe responsável pelo seu tratamento, o método apresentou resultados positivos quanto à redução no uso de tecnologias e o desenvolvimento pessoal e social do paciente.

Mediante à repercussão do caso, especialistas voltaram a alertar sobre os perigos do vício aos videogames e afins, principalmente na menoridade, e suplicaram aos responsáveis que fiscalizem o uso das novas tecnologias por crianças e adolescentes, estabelecendo limites e incentivando outros tipos de atividade.



Fonte: O São Gonçalo