Ônibus do BRT tomba após bater em poste na Zona Oeste do Rio; uma passageira morreu

0
22


Um ônibus do BRT tombou após bater em um poste na Avenida das Américas, altura de Guaratiba, na Zona Oeste do Rio. Segundo o Corpo de Bombeiros, homens do quartel do bairro foram acionados às 19h46 e seguem atuando no local, com reforço das unidades de Campo Grande, Santa Cruz, Sepetiba e Barra da Tijuca. Pelo menos uma passageira morreu no acidente.

De acordo com a Secretaria municipal de Saúde, 34 feridos foram socorridos para hospitais espalhados pelo Rio. Ao todo, cinco unidades de saúde municipais e uma estadual receberam vítimas da colisão. São elas: o Hospital Miguel Couto, no Leblon; o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca; o Hospital Albert Schweitzer, em Realengo; o Hospital Getúlio Vargas, na Penha; o Hospital Pedro II, em Santa Cruz; e o Hospital Rocha Faria, em Campo Grande.

Testemunhas contam que a colisão teria sido causada por um carro de passeio que invadiu a pista exclusiva dos ônibus expressos. Fotos e vídeos mostram esse veículo capotado próximo ao ponto do acidente. Através de nota oficial, o consórcio que administra o BRT confirmou essa versão. “O articulado acabou virando, e uma passageira morreu no local”, diz o texto enviado pelo consórcio (leia a íntegra ao fim do post).

O presidente do Sindicato dos Rodoviários, Sebastião José, se manifestou sobre o acidente e criticou “a falta de responsabilidade de alguns motoristas que insistem em transitar pelas calhas onde circulam os BRTs”:

— A direção do Sindicato de solidariza com as vitimas desse acidente cometido pela imprudência de alguém que, para ganhar alguns minutos para chegar ao seu destino, acabou por interromper o retorno para casa de chefes de familia. Creio que, nos horários de rush, a prefeitura poderia intensificar a fiscalização com um número maior de guardas municipais em pontos considerados estratégicos e com maior incidência de acidentes.

Acidente teria sido causado por veículo de passeio
Acidente teria sido causado por veículo de passeio Foto: Reprodução

‘É a nossa realidade’

Ao EXTRA, o técnico em blindagem automotiva Felipe Evangelista da Silva, de 28 anos, contou que estava em um coletivo logo atrás do BRT que tombou. Segundo ele, o ônibus estava “completamente lotado”.

— A pista onde ele virou é muito ruim, e a condição do ônibus nem se fala — disse o morador de Guaratiba, que faz uso do transporte diariamente: — Quando eu vi o acidente, imaginei que eu poderia estar ali, porque é um meio de transporte que eu pego todos os dias e me senti ali no lugar das pessoas, entendeu? Difícil, é complicado. É o nosso dia a dia, infelizmente, é a nossa realidade. Nada muda. Não tem melhora nenhuma. Os ônibus lotados, viajam com as portas abertas. Agora, com a pandemia, o pessoal anda sem máscara.

Ônibus do BRT tomba com passageiros após bater em poste na Zona Oeste do Rio
Ônibus do BRT tomba com passageiros após bater em poste na Zona Oeste do Rio Foto: Reprodução

A Polícia Militar e agentes da Cet-Rio também dirigiram-se ao ponto do acidente. De acordo com o Centro de Operações Rio (COR), a Avenida Dom João VI, nome que recebe a Avenida das Américas na região, foi interditada nos dois sentidos para facilitar o socorro. Por nota, a Prefeitura do Rio afirmou que “lamenta o acidente ocorrido com o ônibus do BRT no corredor Transoeste, solidariza-se com as famílias das vítimas e informa que acompanhará de perto as investigações sobre as causas do ocorrido”.

A circulação do BRT não chegou a ser interrompida. Segundo o consórcio, os articulados estão passando pela pista de rolamento no trecho em que os bombeiros estão atuando.

Veja, abaixo, a íntegra enviada pelo consórcio:

“A invasão da pista exclusiva do BRT por um carro de passeio acabou provocando um acidente grave por volta das 19h40 desta quarta-feira, entre as estações Embrapa e Mato Alto, sentido Santa Cruz, no corredor Transoeste. O articulado acabou tombando na pista e uma passageira morreu no local.

Cerca de 35 pessoas foram encaminhadas para os hospitais Lourenço Jorge, Rocha Faria, Pedro II, Miguel Couto e Getúlio Vargas. Equipe do BRT Rio segue no local acompanhando o atendimento às vítimas.

O BRT Rio faz campanhas permanentes nas suas redes sociais alertando sobre o perigo de invasão à sua pista exclusiva por motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres. Ressaltamos que apesar de trafegar em velocidade inferior àquelas verificadas nas faixas para automóveis e ônibus urbanos, um articulado precisa de mais tempo e espaço para realizar a frenagem total, o que torna qualquer invasão nas pistas exclusivas ainda mais perigosa.

O BRT Rio lamenta profundamente o ocorrido e se solidariza com as vítimas e seus familiares. “





Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui