Nos pontos turísticos do Rio, aglomerações e desrespeito às regras de ouro da prefeitura contra Covid

0
22


Quinta-feira, 10h30. Uma família chega ao Trem do Corcovado e segue em direção à fila para a compra dos bilhetes. Sem respeitar as marcações, de dois metros de distância, se aglomera ao lado de outro grupo que aguardava a vez. Na hora da tradicional foto no painel da entrada, as máscaras passam do rosto para as mãos, apesar dos alertas de uma funcionária. As cenas se repetem próximo à estátua do Cristo. Durante dois dias, o EXTRA testou as regras de ouro da Prefeitura do Rio para a reabertura de pontos turísticos da cidade e percebeu vários desrespeitos, apesar dos locais darem condições para que as normas sejam cumpridas.

No Santuário do Cristo Redentor, deitar no chão para conseguir o melhor ângulo da foto está entre as proibições. Contudo, a regra é frequentemente burlada, assim como o uso de máscaras e o distanciamento — a maior aglomeração acontece nos pontos de observação, como a vista para o Pão de Açúcar. Os três totens com sensor eletrônico para dispenser de álcool em gel instalados no platô do santuário não estavam funcionando. Um único funcionário tentava, em vão, conscientizar crianças, adultos e idosos.

No AquaRio, na Zona Portuária, logo na entrada, tapete para limpar os pés, medição de temperatura e álcool em gel. O público atendeu ao alerta do uso de máscaras, no ambiente fechado. Mas o túnel principal provoca uma aglomeração quase que inevitável: o fluxo não flui, já que todos querem registrar uma foto ao lado de tubarões e arraias.

Nas praias

Normas desrespeitadas
Normas desrespeitadas Foto: Hermes de Paula / Agencia O Glob / Agência O Globo

Nas praias, mais regras descumpridas: presença de banhistas na areia, pessoas sem máscara, ambulantes com bebidas alcoólicas, venda de alimentos não industrializados, prática da altinha à beira-mar e uso de cangas, cadeiras e toalhas. Nem a presença de carros da Guarda Municipal inibe as irregularidades. Situação semelhante vive a Mureta da Urca, outro point dos jovens na Zona Sul. Já no Parque Lage, no Jardim Botânico, o sistema de fila com marcação de distância para fotos na piscina do palacete tem funcionado.

Pontos turísticos com aglomeração
Pontos turísticos com aglomeração Foto: Hermes de Paula / Agencia O Glob / Agência O Globo

A assessoria do Santuário Cristo Redentor alega que a fiscalização do local deve ser feita pela Guarda Municipal e que testa, desde o último sábado, alertas sonoros com a importância do cumprimento das regras. Informou também que aguarda novos totens com álcool em gel. Já o Trem do Corcovado reconhece o desafio de fazer com que os frequentadores cumpram os protocolos e que também usam alertas sonoros sobre as regras.

O AquaRio informou que segue à risca as regras de ouro. A Guarda Municipal garante que mantém ações de patrulhamento e fiscalização com 7.501 multas aplicadas, incluindo em pontos turísticos, entre 5 de junho e 16 de setembro.





Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui