Mulher acusada de matar filhos de 6 e 3 anos é transferida para hospital psiquiátrico

0
61



A Secretaria de Administração
Penitenciária (Seap), na manhã deste sábado (15) divulgou que que Stephani Ferreira
Peixoto, 35 anos, acusada de ter matado os dois filhos de 6 e 3 anos a
facadas na última segunda-feira (10) em Guapimirim, na Baixada Fluminense, foi transferida para o Hospital Psiquiátrico Roberto Medeiros, localizado
no Complexo de Gericinó.

Nesta
quarta-feira (12), a juíza Mariana Tavares Shu, do Tribunal de Justiça do Rio
(TJRJ), durante uma audiência, passou a prisão de Stephani em flagrante para preventiva. Nesta decisão, a magistrada destacou que é necessário a manutenção da
prisão da acusada, visando a garantia da segurança da população e da própria.

“A
conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva da custodiada é
necessária como medida de garantia da ordem pública, porque crimes como esse
comprometem a segurança de moradores da cidade de Guapimirim e da própria
custodiada – pois se solta, corre o risco de linchamento público -, impondo-se
atuação do Poder Judiciário, ainda que de natureza cautelar, com vistas ao
restabelecimento da paz social concretamente violada pela conduta do
custodiado”, disse Mariana durante sua decisão.

O crime brutal
chocou os moradores da cidade de Guapimirim, na Baixada Fluminense, na tarde da
segunda-feira (10). Uma mulher esfaqueou até a morte seus dois filhos, de três
e seis anos, no interior da Rua Leia, no Parque Fleixal. Ela então tentou o
suicídio, mas foi encontrada viva na cama com um corte no pulso. Ela foi socorrida e levada ao Hospital José Rabelo de Melo.

Segundo
moradores da região, a mãe ligou para o marido, pai das crianças, para dizer a
ele que havia matado as crianças e planejava se matar. Desesperado, ele tentou
chegar à residência do casal a tempo, mas o crime já havia acontecido. Os moradores preocupados com o acontecimento, acionaram a equipe do 34º BPM (Magé) que patrulhava a
área.



Fonte: O São Gonçalo