MPRJ denuncia policial militar por morte de homem na Cidade de Deus

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp



O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou, na segunda-feira (16/05), o policial militar Ney Marinho Pereira Júnior, atualmente lotado no 18º BPM, pelo homicídio doloso de Marcelo Guimarães, ocorrido em 4 de janeiro de 2021, em um dos acessos à comunidade da Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio. De acordo com a denúncia, proposta pela 1ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Especializada – Núcleo Centro, o disparo aconteceu sem justificativa plausível, uma vez que não havia troca de tiros no local e nem risco à vida do policial, que estava abrigado dentro de um veículo blindado. O crime foi denunciado ao Tribunal do Júri.

 

A denúncia também requer que, até o julgamento, Ney Júnior seja afastados das operações policiais e das funções externas de patrulhamento, devendo apenas realizar serviços internos no batalhão de Polícia Militar. “Tal se dá porque, efetivamente, não se pode pretender manter ativo na tropa, em patrulhamento, policial que efetua disparos contra população civil sem qualquer justificativa, culminando em acertar um transeunte”, narra trecho da denúncia.

 

Ainda de acordo com a ação, o veículo em que o PM estava não apresentou nenhuma marca de tiro. Fato este que, mais uma vez, contradiz a versão apresentada pelo denunciado em depoimento à Delegacia de Homicídios, de que estaria ocorrendo uma troca de tiros no local, no momento em que Marcelo foi acertado com um tiro de fuzil no peito.

 



Fonte: O São Gonçalo