Motorista de app não transporta mulher por ela usar roupa vermelha: “Não levo petista”

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp



A advogada Amanda Laredo, de 24 anos, divulgou o print de uma mensagem mostrando que um motorista de aplicativo rejeitou uma corrida alegando que a passageira era ‘petista’ por usar roupa vermelha. O caso aconteceu no último sábado (7), em Belém, no Pará. 

No print, Amanda escreveu para o motorista que estava no ponto de encontro e ele respondeu que “não leva petista”. Ela entrou em contato com o serviço de aplicativo e denunciou o homem.

A empresa se manifestou e afirmou não tolerar que uma pessoa não seja atendida em função do “credo, raça, nacionalidade, religião, necessidade especial, orientação sexual, identidade de gênero, estado civil, idade ou inclinação política”.



Fonte: O São Gonçalo