Missas e procissão marcam o início das celebrações de São Pedro

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Aconteceu, nesta quarta-feira (29), a tradicional festa para São Pedro na Igreja São Pedro, localizada em Jurujuba, Niterói. As celebrações, que começaram com a Alvorada às 5h da manhã, contaram com duas missas solenes ainda durante a manhã, além da famosa benção das chaves, e de uma procissão terrestre que teve início às 10h, seguida de uma procissão marítima às 11h. A última vez que a procissão marítima ocorreu foi em 2019, antes da pandemia. A festa trouxe mais esperança para as pessoas que sobreviveram à Covid-19 e também simbolizou muitos pedidos de fé, saúde e esperança que as pessoas direcionam ao santo padroeiro dos pescadores. 

São Pedro é conhecido por ter sido um dos doze apóstolos de Jesus Cristo, segundo o Novo Testamento, da Bíblia Sagrada. Além disso, ele é o santo responsável pela chuva. Segundo seus fiéis, o santo também é o padroeiro dos pescadores, assim como dos viúvos e dos papas. 

Nas missas pela manhã, diversos foram os pedidos feitos ao santo. Muitos louvores foram cantado pelos fiéis e muitas palavras de esperança foram proferidas pelo pároco Padre Magno Guilherme Angeli. Na procissão terrestre, diversos fiéis andaram da igreja de Jurujuba até o cais carregando a imagem de São Pedro. De lá saiu a procissão marítima, que foi acompanhada por diversos fogos de artifício. A procissão marítima contou com barcos de pescadores locais que saíram do cais e irão percorrer a Baía de Guanabara até a altura do Museu de Arte Contemporânea (MAC), depois retornando pela orla na direção da Fortaleza de Santa Cruz voltando para o cais de Jurujuba. Os barcos carregam a imagem de São Pedro. 

Em 2021, o pároco explicou ao O SÃO GONÇALO a importância da celebração. “A festa de São Pedro tem essa tradição desde os primeiros séculos do cristianismo. Ele foi o apóstolo que Jesus entregou simbolicamente as chaves que ligariam e desligariam as coisas na terra e no reino dos céus. Jesus entregou o primado, ou seja, o projeto do reino de Deus para a salvação da humanidade a Pedro, que vem com a missão de pescar simbolicamente homens para evangelizá-los. E celebrar São Pedro é celebrar esse projeto de Jesus Cristo. Hoje, cada devoto se compromete em fazer isso, anunciando o reino de Deus para as pessoas”, contou o Padre Magno Guilherme Angeli. 

São Pedro foi carregado por fiéis durante a procissão terrestre

São Pedro foi carregado por fiéis durante a procissão terrestre |  Foto: Layla Mussi

 

A procissão terrestre reuniu centenas de pessoas neste ano

A procissão terrestre reuniu centenas de pessoas neste ano |  Foto: Layla Mussi

 

Neste ano, no local, O SÃO GONÇALO conversou com alguns devotos de São Pedro. Muitos deles acompanharam as procissões e pediram saúde e felicidade para suas famílias. Outros, preferiram manter em segredo sua conversa com o santo. Foi o caso da funcionária pública Marilda Alen Pinheiro da Costa, de 60 anos, que atua também na liturgia da igreja de Jurujuba. Segundo ela, o pedido que ela fez este ano para São Pedro é segredo, mas sua devoção pelo santo é algo que todos sabem. Ela sempre está presente nas missas, ajudando. Inclusive, na festa de hoje, ela esteve na primeira missa que ocorreu às 6h. Depois, ela retornou para as procissões.

“São Pedro é o dono da chave e a gente pede para ele quando tem problema e ele sempre abre as portas para a gente alcançar que deseja. Eu agradeço por todas as graças que ele me deu, pelos pedidos de saúde, emprego, casa para mim e meus parentes que ele escutou. Depois de anos de pandemia, é muito importante que estejamos aqui hoje celebrando essa procissão”, disse ela. Em 2021, houve missas e celebrações para São Pedro, mas não houve a procissão marítima. Em 2020, a celebração ocorreu de forma online. 

Marilda sempre celebra a festa do padroeiro dos pescadores

Marilda sempre celebra a festa do padroeiro dos pescadores |  Foto: Layla Mussi

 

Quem também aproveitou este ano para ir até a celebração em Jurujuba foi a diarista Rosania Rodrigues, de 57 anos, e seu marido Luiz Carlos. A diarista esteve no evento pelo menos 10 vezes. Nem sempre ela consegue ir, mas isso não a impede de demonstrar sua fé. “Sempre que dá, eu venho. São Pedro é importante na minha vida. O nome do meu pai é Pedro e do meu filho é Pedro Kaique, que tem 27 anos, então São Pedro sempre esteve na minha vida. Sempre pedi a ele prosperidade, harmonia, paz, há 30 anos fiz um pedido importante e recebi a graça dele, então ele está sempre ajudando. É aquilo né? ‘Tu és pedra e sobre pedra edificarei a minha igreja e o inferno sobre ela não prevalecerá’. Essa é uma fala de fé, que mostra como devemos ter nossa fé, mesmo em tempos de ataque contra a religião. São Pedro foi importante desde o início da igreja católica, ele foi o primeiro papa e daí vieram seus seguimentos chegando no Papa Francisco hoje”, disse ela. 

Rosania e seu marido estavam na celebração de Jurujuba

Rosania e seu marido estavam na celebração de Jurujuba |  Foto: Layla Mussi

 

Em um dos barcos da procissão marítima estava presente a jovem Vida Brito, de 13 anos, que tinha o sonho de ser coroinha da igreja. Ela conseguiu isso na Igreja São Pedro, de Jurujuba. Ela resolveu acompanhar São Pedro por todo o percurso marítimo e terrestre. Além disso, a jovem também esteve nas missas e promete continuar nas celebrações que continuam ainda hoje. “São Pedro é muito importante para mim. Ele leva proteção para as famílias e ajuda os pescadores, protegendo-os contra as coisas ruins do mar. Na minha visão, São Pedro simboliza a amizade, porque quando Jesus era vivo, ele sempre esteve lá por Jesus como o melhor amigo”, disse ela. 

Vida é coroinha da igreja de Jurujuba

Vida é coroinha da igreja de Jurujuba |  Foto: Layla Mussi

 

Além das missas da manhã e das procissões, agora a tarde será servido o almoço. Depois disso, a festa continuará com o Santo Terço e a Benção às 14h. Às 15h, haverá mais uma missa solene. Às 18h, a música terá início com o grupo Quadrilha do Céu. Ás 20h, haverá mais uma missa solene seguida da queima do quadro de São Pedro, encerrando o dia. 

As celebrações da igreja de Jurujuba não terminarão por aí. No sábado (02), haverá samba, almoço, barraquinhas, futebol e recreação infantil o dia inteiro na igreja. O evento começará às 9h e irá até às 0h, agradando todos os públicos e ainda comemorando o Dia de São Pedro. No domingo (03), haverá mais futebol, uma procissão de moto, mais shows, missas e barraquinhas para fechar o fim de semana. 

Serviço:  

A Igreja São Pedro fica localizada na Avenida Carlos Ermelindo Marins, em Jurujuba, bairro de Niterói.

Confira a festa de São Pedro em São Gonçalo: Capela de São Pedro é inaugurada com missa em São Gonçalo

Fonte: O São Gonçalo