Manoel Dionísio volta ao Salgueiro após uma década de afastamento e confirma participação no próximo desfile

0
11


Após quase uma década de afastamento, Manoel Dionísio está de volta ao Salgueiro. Um dos maiores incentivadores da dança de mestre-sala e porta-bandeira do país, fundou uma escolinha no Sambódromo que é responsável pela formação de vários casais da nova geração. O convite para seu retorno partiu do presidente da agremiação, André Vaz.

— Voltar à minha escola em um ano onde vamos falar da resistência cultural preta e do quanto somos importantes enquanto representatividade é indescritível. Acho que serei um componente muito ativo e completamente rejuvenescido neste regresso — comentou Dionísio, ao visitar a quadra no último fim de semana, quando confirmou presença no desfile.

Em 2022, a Academia do Samba buscará o décimo título no grupo de elite da Sapucaí com o enredo “Resistência”. A escola mostrará os lugares importantes por serem pontos de resistência cultural negra no Rio, a partir de uma ideia da professora Helena Theodoro, com projeto artístico assinado pelo carnavalesco Alex de Souza.

Figura importante no carnaval carioca, o salgueirense Dionísio é bailarino clássico e afro, tendo feito carreira internacional, levando o ritmo afro para a Europa, onde foi agraciado com o mérito artístico na dança pelo Conselho Internacional da França. Em 1995 recebeu o Estandarte de Ouro como personalidade masculina. Em 2002 representou o papel principal no documentário “Paulo da Portela: O Seu Nome Não Caiu no Esquecimento”, de Demerval Neto.

Salgueiro será a terceira escola a se apresentar no desfile previsto para dia 27 de fevereiro de 2022, domingo de carnaval, se até lá a pandemia estiver controlada.

Estácio apresenta comissão de carnaval

A Estácio de Sá, que no próximo carnaval reeditará o enredo “Cobra Coral, Papagaio Vintém. #VESTIRUBRONEGRO, Não tem pra Ninguém”, de 1995, reuniu três de seus profissionais mais antigos e apaixonados para comandar a direção de carnaval da escola na briga pelo título da Série Ouro e pelo sonho de voltar à elite do carnaval carioca. Para somar forças com Marcão Selva e Mario Mattos, Julinho Fonseca, que sempre esteve ligado à diireção de harmonia passa a integrar a comissão.

Mário Mattos, Julinho Fonseca e Marcão Selva. Filipe Medrado: nova comissão
Mário Mattos, Julinho Fonseca e Marcão Selva. Filipe Medrado: nova comissão Foto: Filipe Medrado / Divulgação

Julinho Fonseca já passou pela Renascer de Jacarepaguá, Vila Isabel e Império Serrano sem nunca ter se afastado da Estácio. Agora dividirá a responsabilidade com os amigos de longa data.

— Aqui, a gente só aprende uns com os outros. Estar com Marcão e Mário é estar com amigos e grandes conhecedores do Carnaval — afirmou.

A chegada do terceiro integrante dará mais mobilidade no gerenciamento do projeto que está sendo executado pela dupla de carnavalescos Wagner Gonçalves e Mauro Leite.

— Cada um de nós tem conhecimento e facilidade de desempenho em um setor diferente e acho que essa união dará bons resultados para a escola. Aqui, o pensamento é único, fazer a escola ser campeã — disse Marcão. — O diferencial do Estácio sempre foi sua comunidade. A gente tem chão e conta com os componentes 110% na hora do desfile. Apesar de todas as dificuldades, quando a gente pisa na Avenida, é sempre na garra e no coração. Para 2022, temos um fator extra que é a união de duas paixões do carioca, o futebol e o Carnaval —completou Mário.

A Estácio vai desfilar no sábado de carnaval em 2022.





Fonte: G1