Justiça decreta prisão de acusados pela morte de policial

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp



A Justiça determinou, nesta segunda-feira (16), a prisão preventiva de Lourival Ferreira de Lima, de 67 anos, Bruno Santos de Lima, de 41, Manoel Vitor Silva Soares, 32, e Daris Fidelis Motta, de 46. Todos são acusados de participação na morte do policial civil Renato Couto, de 41 anos.

O juiz Rafael de Almeida Rezende, da Central de Custódias do Rio, relatou no documento que Renato Couto foi brutalmente violentado e que há participação de todos os acusados na morte do policial.

“Diante de todos os elementos informativos colhidos até o presente momento, em que pese o evidente protagonismo de Lourival e Bruno, há indícios da participação efetiva de todos os custodiados na prática do delito. Destaque-se ainda o motivo fútil e a aparente premeditação do crime, cometido de forma brutal e covarde”, diz um trecho do relatório.

Leia mais: Policial estava vivo quando foi arremessado no Rio Gandu, conclui perícia



Fonte: O São Gonçalo