Juiz pede laudo médico de mulher que fez sexo com morador de rua

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp



O juiz Eduardo da Rocha Lee, da Vara Criminal de Planaltina, no Distrito Federal, solicitou, na quinta-feira (24), a apresentação do documento que prove o atual quadro de saúde da mulher flagrada tendo relações sexuais com o morador em situação de rua, Givaldo Alves. 

A solicitação foi feita pelo juiz no âmbito da ação em que o casal pede a suspensão de perfis fakes do casal nas redes sociais. Segundo o marido da mulher, o personal Eduardo Alves, sua esposa está internada com problemas de saúde desde o ocorrido. De acordo com a decisão do magistrado, a a documentação sobre a saúde da mulher deve ser apresentada para justificar a nomeação de uma outra pessoa para representá-la no processo judicial.

O juiz também solicitou que sejam indicados os localizadores (URLs) das páginas/perfis eletrônicos que contenham as informações/imagens que devem ser removidos.

Procurado, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal informa que o processo está em segredo de justiça, não sendo possível a divulgação de informações sobre o caso. 

O caso 

O caso aconteceu no bairro Jardim Roriz, em Planaltina, no Distrito Federal, no último dia 9. Toda a ação foi gravada por câmeras de segurança. Nas imagens, que viralizaram nas redes sociais, é possível ver Eduardo indo até um carro e espancando o homem em situação de rua, que realizava relações sexuais com sua esposa. O personal afirmou que tomou a atitude porque pensou que se tratava de um estupro. Essa versão, no entanto, foi negada por sua própria mulher, que garantiu que o ato foi consensual. 

A vítima saiu do veículo sem roupa e continuou sendo agredido na rua pelo personal. Na quinta-feira (24), o morador em situação de rua se pronunciou pela primeira vez sobre o caso e reafirmou a versão de que a relação com a mulher foi consensual e que, inclusive, foi convidado por ela a entrar no veículo. O morador alegou ainda não se arrepender e rasgou elogios à mulher.



Fonte: O São Gonçalo