Jerominho é preso devido a extorsão na Zona Oeste do Rio

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp



O fundador da maior milícia do Rio de Janeiro, Jerônimo Guimarães
Filho, de 73 anos, o Jerominho, foi preso nesta tarde de quinta-feira (27) por
extorsão. De acordo com a Polícia Civil, o ex-chefe do grupo, conhecido como
Liga da Justiça, foi preso dentro da sua casa, em Campo Grande, na Zona Oeste. 

Ainda segundo a Polícia Civil, Jerônimo já tinha sido
condenado e cumpriu sua pena devido a outros crimes, ficando preso de 2007 até
2018, quando foi solto. A nova condenação, tem investigações que demonstram o
grupo criminoso sendo liderado por ele, extorquindo motoristas de vans da região
de Campo Grande.

O crime ocorreu em 2005, ele chegou a ser condenado de
maneira definitiva neste mesmo ano. Agora o criminoso será encaminhado para à
Secretaria de Administração Penitenciária e cumprirá sua pena imposta.

Jerônimo Guimarães Filho, é um policial civil aposentado,
ele é acusado de ser um dos mandantes da morte do motorista de van Rodrigo
Costa, que sobreviveu. 



Fonte: O São Gonçalo