Itaboraí realiza Semana de Valorização da Educação de Jovens e Adultos – Lado de Cá


Com o intuito de valorizar as potencialidades do seu corpo discente, dando visibilidade a suas produções, a Secretaria Municipal de Educação (SEMED), realiza, durante toda semana, até este sábado letivo (15/07), a Semana de Valorização da Educação de Jovens e Adultos (Semana VEJA), em 16 escolas municipais que atuam nesta modalidade de ensino. Cada unidade terá sua programação com variadas atividades pedagógicas focadas no protagonismo estudantil, com apresentações, exposições, oficinas, rodas de conversas e outros.

Segundo a coordenadora da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no município, Raquel Santos da Silva, a Semana Veja acontece uma vez ao ano, geralmente no primeiro semestre, com objetivo de dar visibilidade a modalidade da EJA, com todas as atividades voltadas para os saberes e conhecimentos dos alunos.

“Esta semana é uma forma de compartilhar o que eles sabem, as suas experiências e vivências. São belíssimos trabalhos que esses alunos desenvolvem e que inclusive tiram o seu sustento dele. Atualmente, temos 16 unidades no município que ofertam a EJA, com uma média de 1,8 mil alunos. E isso só é possível por conta de uma trabalho em equipe, da SEMED, dos professores e gestão das escolas, que abraçam a EJA com todo amor e dedicação”, comentou Raquel.

Com mais de 150 estudantes matriculados na EJA, do bloco 1 ao 4, com alunos a partir de 15 anos de idade e no turno da noite, a Escola Municipal Antônio Joaquim da Silva, em Manilha, teve sua abertura da Semana VEJA nesta segunda-feira (10/07) e contou com diversos trabalhos produzidos pelos alunos. Dentre eles, exposições de miniaturas; de cultura africana; de colchas de retalhos; de sachês de sabonetes; de costura e de culinária. Além de apresentações de dança, coral, poesia, entrevistas e roda de conversa com o tema ‘A importância da escrita’.

O aluno Vicente Mendonça Filho, de 61 anos, conhecido como ‘Vicente das Miniaturas’, compartilhou seus trabalhos, que são realizados há mais de três décadas. E falou da alegria de fazer parte da escola.

“Parei de estudar em 1978 e voltei em 2020, mas por conta da pandemia de Covid-19 tive que interromper os estudos novamente. Voltei este ano e agora só saio daqui quando Deus me levar. Gosto desta escola, de todos os professores e dos funcionários. Aqui eles nos incentivam o tempo todo e aprender sempre é bom”, disse Vicente, que também trabalha como restaurador de móveis.

Nesta terça-feira (11/07), os alunos do Centro de Referência de Educação Municipal de Idosos de Itaboraí (CREMII), no Centro, realizaram uma atividade de integração com os usuários do Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) Dr. Augusto Senna, em Nancilândia. As atividades também fazem parte da Semana VEJA e contou com música, dança e apresentação dos trabalhos de artesanato confeccionados pelos mais de 110 alunos do CREMII, com mais de 50 anos de idade.



Lado de Cá