Incêndio em hospital de São Gonçalo deixa um morto e três feridos

0
19


Um incêndio no Hospital e Clínica São Gonçalo, no Centro do município nesta véspera de Natal deixou um morto e três feridos. As vítimas ainda não foram identificadas, segundo o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ).

De acordo com a corporação, agentes do grupamento de São Gonçalo receberam um chamado para a unidade de saúde na Rua Coronel Moreira César, 138, às 13h26.

Atuam equipes dos quartéis do Colubandê, Niterói e Central e Diretoria de Socorro de Emergência, apoiados pelo Centro de Manutenção de Suprimentos da corporação.

Paciente é atendido na entrada do Hospital e Clínica São Gonçalo após incêndio
Paciente é atendido na entrada do Hospital e Clínica São Gonçalo após incêndio Foto: ROBERTO MOREYRA / Agência O Globo

Pacientes estão sendo transferidos do local por profissionais de saúde.

Bombeiros combatem incêndio em Hospital de São Gonçalo
Bombeiros combatem incêndio em Hospital de São Gonçalo Foto: ROBERTO MOREYRA / Agência O Globo

As chamas atingiram o 5º andar do prédio. Segundo testemunhas, o incêndio teria sido precedido de uma explosão.

Focos do incêndio foram debelados, mas os bombeiros continuam a trabalhar na área atingida.

O incêndio desta quinta no Hospital e Clínicas São Gonçalo sucede uma trágica sequência de casos semelhantes em outros hospitais da Região Metropolitana do Rio. No ano passado, 25 pessoas faleceram após o Hospital Badim, na Tijuca pegar fogo, e há dois meses o Hospital Federal de Bonsucesso (HGB) também sofreu um incêndio, o que resultou na morte de 16 pacientes. Em uma década, pelo menos 11 hospitais pegaram fogo no Rio, com o caso de São Gonçalo.

No final de outubro, após o incêndio do HGB, o GLOBO mostrou que 87% das unidades de saúde do município não possuem o Certificado de Aprovação (CA) dos Bombeiros, mesmo um ano após um relatório do Tribunal de Contas do Município (TCM) apontar o problema na cidade. Segundo a prefeitura, “processos administrativos estão abertos”. Nesse ano, houve um incêndio no Hospital Lourenço Jorge, sem vítimas, e há dois anos o CER Barra, unidade de emergência junto ao Lourenço Jorge, pegou fogo e houve três vítimas.

Mas, assim como no caso do Hospital e Clínicas São Gonçalo, o Badim, na Tijuca, também é privado. Em setembro de 2019, um incêndio tomou conta do prédio após o gerador pegar fogo, devido a um curto circuito. Ao todo, houve 25 vítimas, sendo 13 no momento do incêndio, que faleceram por complicações da fumaça inalada ou pelo desligamento de aparelhos. As demais faleceram durante as transferências ou nos dias seguintes.





Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui