Forte chuva causa estragos em municípios da Baixada Fluminense

0
22


A chuva que atingiu o Rio, no fim da tarde deste sábado, fez estragos em alguns locais da Baixada Fluminense. Em Belford Roxo, no bairro Shangrilá, a força da água foi tanta que um muro de uma casa desabou na Rua Barão de Taquara.

O separador Anisio da Costa Vieira, de 51 anos, estava no imóvel com a mulher, no momento do desabamento.

— Escutei um barulho, não sei se foi raio ou um estouro. Quando fui ver, já tinha caído. Fiz esse muro com tijolo deitado para sustentar um barranco em frente à varanda. Acabou que veio tudo abaixo. Só não entrou água em casa porque eu tenho escoamento, mas entupiu o cano — contou Anisio.

No bairro Figueira, em Nova Iguaçu, a dona de casa Juliana Oliveira da Silva, de 27 anos, não teve a mesma sorte. A água entrou em seu imóvel, na Rua Eurico Coelho e ela perdeu quase tudo.

— Estava deitada e, quando levantei, o quintal já estava cheio e a água entrou em casa. Quando vi, já tinha tomado tudo e metade da casa estava cheia. Fui com meu marido e minha filha de 2 anos para casa da vizinha, mas as casas dela e das filhas também começaram a encher. Tentamos ajudar, mas era muita água e não conseguimos — lamentou Juliana, que só conseguiu salvar uma televisão e algumas roupas:

— Tirei sapatos molhados, roupa de cama molhada e uma televisão. Uma geladeira queimou, outra saiu boiando, o fogão estragou, o sofá, o armário com as comidas dentro. Tudo foi embora.

No bairro Figueira, em Nova Iguaçu, Juliana só conseguiu salvar uma televisão e algumas roupas
No bairro Figueira, em Nova Iguaçu, Juliana só conseguiu salvar uma televisão e algumas roupas Foto: Foto de leitor

Em Três Marias, no bairro Campo Alegre, também em Nova Iguaçu, a Rua Iracema Aguilheiros ficou alagada. Para sair de casa, só calçando botas, como faz a pensionista Maria do Rosário de Fátima Cruz, de 65 anos. Há uma semana, a água invadiu sua casa. Agora, ela pensa em se mudar:

— Peguei empréstimo, construí um batente para a água não entrar, mas ela veio por baixo e entrou. Perdemos o rack e a cama. Todo verão é isso. A rua alaga e demora um dia para escoar. Vamos ter que sair daqui.

Nos bairros Geneciano e Grama, também houve relatos de ruas alagadas durante o temporal.

Em dias de chuva forte, Maria do Rosário só consegue sair de casa, em Campo Alegre, calçando botas
Em dias de chuva forte, Maria do Rosário só consegue sair de casa, em Campo Alegre, calçando botas Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo





Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui