Foi realizada em São Gonçalo a primeira captação de órgão do ano



Com auxílio de um helicóptero da secretaria estadual de Saúde, viaturas do Choque da Polícia Militar e de ambulâncias, a Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) do Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), em São Gonçalo,  realizou na manhã desta sexta-feira (07) a primeira captação de órgãos do ano, entre eles um coração. O paciente deixou o Centro de Tratamento Intensivo (CTI) sob aplausos dos funcionários da unidade, que formaram um corredor humano até o centro de trauma onde foi feito o procedimento. 

A família de Felipe Villas Boas Rodrigues, de 29 anos, também participou do momento de agradecimento pela doação dos órgãos. Emocionados, só deixaram o hospital quando a equipe médica concluiu a captação do coração, rins, pâncreas, fígado e córneas do paciente, que foram levados a três hospitais do Rio de Janeiro.

– Foi difícil decidir doar os órgãos do meu filho, mas neste momento estamos muito felizes porque fizemos a coisa certa. O Felipe era uma criança grande, do bem, trabalhador, mas que infelizmente nos deixou após um acidente. Com certeza ele está feliz por estar ajudando outras pessoas através dos seus órgãos — garantiu a mãe Andrea Villa Boas, de 54 anos. 

A morte cerebral de Felipe Villa Boas foi confirmada nesta quinta-feira pela equipe especializada do Hospital Estadual Alberto Torres. Ele entrou na unidade na madrugada do réveillon após acidente de moto no bairro de Santa Catarina. Felipe estava sem capacete e teve traumatismo craniano.

Após a captação, familiares foram até o Jardim do Doador de Órgãos, espaço criado em uma área do hospital com objetivo de representar a coragem da família pela escolha da doação. No local é plantada uma muda de jasmim, que significa o órgão vivo que foi transplantado no receptor, que vai crescer e perfumar o ambiente    

A equipe da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) do Heat, responsável por identificar potenciais doadores e promover o suporte, organizando todo o processo de captação de órgãos no hospital em parceria com a Central de Transplante do Estado, conseguiu captar ainda nesta sexta-feira órgãos de uma criança de 1 ano e nove meses, vítima de queda. 

O Hospital Estadual Alberto Torres, administrado pelo Instituto de Desenvolvimento, Ensino e Assistência à Saúde (Ideas) em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), está entre as primeiras unidades do estado do Rio em captação de órgãos. O Heat é uma unidade de urgência e emergência, especializado no socorro a pacientes com múltiplos traumas.



Fonte: O São Gonçalo