Fenômeno no céu de Belford Roxo encanta moradores: ‘fiquei fascinado’; entenda

0
154


Morador de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, o jovem Lucas Silva Braga se surpreendeu nesta sexta-feira, dia 19, ao observar uma porção de cores se escondendo atrás de uma nuvem. Impressionado com a vista, Lucas tirou fotos, por volta das 16h30, e decidiu postá-las em seu perfil do Facebook. Rapidamente, a publicação repercutiu, já tendo ultrapassado 1,5 mil compartilhamentos.

“Céu de Belford roxo hoje meus amigos…”, resumiu ele na rede social.

Ao EXTRA, o balconista de 19 anos contou que estava no bairro Santa Maria, no Parque São Vicente, quando percebeu algo diferente no céu.

— Eu nunca tinha visto algo parecido como aquele fenômeno — afirmou.

Questionado sobre o que achou daquela experiência, Lucas classificou-a como “incrível”.

— Eu fiquei fascinado — acrescentou. — Se eu tivesse visto mais cedo, teria ficado mais tempo.

Fenômeno incomum no céu foi visto em Belford Roxo
Fenômeno incomum no céu foi visto em Belford Roxo Foto: Facebook / Reprodução

Saiba o que é a nuvem iridescente

Intrigado com o que aquilo poderia ser, o jovem tratou de fazer buscas na internet e se deparou com o conceito de nuvem iridescente. Não à toa, este é o fenômeno que o astrônomo Thiago Signorini, da Univerversidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), acredita ter sido visto por Lucas.

— Muito provavelmente é o que a gente chama de uma nuvem iridescente — comentou o professor, afirmando que se trata de um fenômeno de difração da luz, quando ela passa na borda da nuvem.

De acordo com ele, é “como se as gotículas de água da nuvem agissem como pequenos prismas”, de forma parecida com o que ocorre quando chove e aparece um arco-íris.

Fenômeno conhecido como nuvem iridescente, em Belford Roxo
Fenômeno conhecido como nuvem iridescente, em Belford Roxo Foto: Facebook / Reprodução

— A luz é separada pelas gotículas de água, mas nesse caso, a luz está vindo diretamente do sol que passa pela borda da nuvem e separa a luz da nuvem em cores diferentes, um pouco como um prisma mesmo — avaliou.

Nas redes sociais, alguns usuários chegaram a citar que aquelas cores no céu pudessem ser um arco-íris de fogo, também considerado um fenômeno incomum. No entanto, Signorini descartou essa possibilidade devido à falta, em Belford Roxo, de um item necessário para sua formação: gelo na atmosfera.

— A maior parte das referências que vejo sobre o arco-íris de fogo é um fenômeno que é gerado por cristais de gelo na atmosfera e isso, definitivamente, não foi o que aconteceu agora em Belford Roxo porque está muito quente pra isso — explicou. — Então, meu palpite nesse caso é que seja uma nuvem iridescente e não o arco-íris de fogo.





Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui