Estado negocia acordo para impedir que tarifa do metrô chegue a R$6,80

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp



O Governo do Estado do Rio de Janeiro informou, no fim da noite desta sexta-feira (25), que estuda negociar um acordo com o MetrôRio para que o reajuste da tarifa, proposto para R$ 6,80, seja reduzido. Atualmente o preço da passagem é de R$ 5,80.

O novo limite de valor para a passagem, homologado pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp), é 16,91% maior que o anterior e vale a partir do dia 4 de abril.

Segundo a governança estadual, a ideia é não repassar todo o aumento para o bolso do passageiro. Para isso, estudam-se maneiras de negociar a redução do reajuste e a implementação de tarifas sociais, sem que isso afete o equilíbrio financeiro do contrato com a concessionária responsável pela administração do metrô.

O novo valor da passagem foi aprovado durante sessão regulatória, na tarde desta quinta-feira (24), e está previsto no contrato assinado entre o Governo do Estado e o MetrôRio. O reajuste é referente ao acumulado do IGP-M entre fevereiro de 2021 e janeiro de 2022.

Em sua decisão pela homologação da nova tarifa, a Agetransp já havia determinado que a concessionária e a governança estadual negociassem saídas para a redução da tarifa através do pagamento de compensações ou subsídios que pudessem aliviar os efeitos do reajuste para o bolso do consumidor.



Fonte: O São Gonçalo