Deformação em rua de Itaboraí causa dor de cabeça aos motoristas

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Uma deformação na Rua Dona Bela, no bairro Três Pontes, em Itaboraí, tem gerado muita dor de cabeça para os motoristas. Para passar de carro no local, é necessário atenção e cuidado. A rua é de terra e no meio dela tem uma parte desigual com buracos e partes de granito. Por conta disso, carros que passam pelo local ficam vulneráveis, correndo risco até de quebrarem. Foi o que contou o itaboriense Renato Ribeiro, de 18 anos. 

“Todo dia eu passo aqui e vejo caminhões e carros pelo local. Eles têm que passar com muito cuidado, porque toda rua é assim, de terra, com buracos. Uma vez eu passei de carro por aqui, não me atentei ao buraco, e quebrei uma parte de baixo do carro do meu pai. Quem tem carro baixo é uma tortura. Além disso, o povo joga muito lixo aqui nessa rua e atrai mosquitos e causa mau cheiro. É muito complicado porque isso parte dos próprios moradores, mas a Prefeitura não faz nada, eles não resolvem esses problemas, principalmente sobre o  buraco”, contou o estudante.

Procurada, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Itaboraí informou “que, seguindo o cronograma previsto, a Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SEMSERP) continua avançando diariamente com obras, pavimentação e manutenção para todos os distritos do município. A SEMSERP destaca que a localidade citada está incluída no planejamento para receber ações de melhoria na infraestrutura.

Cabe ressaltar ainda que, nesta semana, as equipes de manutenção estão atuando também nas demais regiões da cidade, como Manilha, Nova Cidade, Ampliação, Santo Antônio, Santo Expedito, Vila Brasil, Joaquim de Oliveira, Pachecos e mais, levando serviços de iluminação, varrição, roçada, poda de árvores, manutenção de rede de esgoto, patrolamento e operação tapa-buraco.”

 



Além do chão de terra, também há muito lixo no local



Além do chão de terra, também há muito lixo no local | Foto: Layla Mussi





 



Fonte: O São Gonçalo