Coronavírus: Consórcio BRT e empresas de transportes coletivos poderão sofrer sanções jurídicas por causa de lotação



RIO — O Consórcio BRT e empresas de todos os transportes coletivos que não estão cumprindo a decisão do governo do estado e da Prefeitura do Rio – para reduzir a quantidade de pessoas dentro de ônibus, barcas, BRTs, trens e metrôs – poderão sofrer…

Leia mais





Fonte: G1