Ciro Gomes é confirmado como pré-candidato à Presidência da República

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp



Ciro Gomes será pré-candidato à Presidência da República em 2022. O Partido Democrático Trabalhista (PDT) lançou oficialmente o político para a pré-candidatura ao Executivo do país, em convenção realizada nesta sexta-feira (21), em Brasília. 

Em vários de seus discursos na convenção do PDT, Ciro Gomes falou sobre o teto de gastos do governo de Michel Temer e falou sobre a Petrobras, onde mencionou aos que se apossam da empresa, irão “tremer de medo”. 

“O teto de gastos de Temer deixa de fora a principal e mais extorsiva despesa: os juros. O teto de gastos é a maior fraude já cometida contra o povo. Só controla os investimentos que beneficiam o povo […] Prometo acabar com o teto de gastos”, disse Ciro.

“Podem tremer de medo os tubarões que se apossaram da Petrobras. Vibrem de alegria os milhões de brasileiros que pagarão menos no combustível. E vamos dizer de novo: o petróleo é nosso”, disse o pré-candidato”, completou o político.

Ciro Gomes já está confirmado para disputar as eleições de 2022. Com ele, estão os seguintes candidatos: (Cidadania) Alessandro Vieira, (Avante) Andre Janones, (Novo) Felipe d’Ávila, (PSDB) João Doria, (UP) Leonardo Péricles e (MDB) Simone Tebet. Ainda a serem confirmados oficialmente: (PL) Jair Bolsonaro, (PT) Luiz Inácio Lula da Silva, (UP) Leonardo Péricles e (Podemos) Sergio Moro.

Alvo de Investigação da PF

Ciro Gomes e o senador e também irmão, Cid Gomes (PDT), foram alvos de uma operação da Polícia Federal, no fim de 2021. No caso, eles tiveram seus nomes envolvidos no desvio de verbas das obras do Castelão. Ciro nega as acusações. Segundo a PF, o valor seria a cerca de R$ 11 milhões.



Fonte: O São Gonçalo