Candidatos da Baixada contrariam normas para conter propagação da Covid-19

0
300


Mesmo em cidades da Baixada que apontam crescimento de casos da Covid-19, candidatos foram às ruas e contrariaram as normas para evitar a propagação da doença. No primeiro dia de campanha eleitoral, o prefeito Washington Reis (MDB), candidato à reeleição, percorreu feiras em seis bairros de Duque de Caxias. Em todas elas, estava cercado de pessoas sem máscaras e também não usava a proteção. Nas imagens postadas em suas redes sociais, é possível ver o prefeito cumprimentando eleitores com abraços e apertos de mão.

Reis foi diagnosticado com a doença em abril. Ele ficou 13 dias internado no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, na Zona Sul. Duque de Caxias foi o penúltimo município da Baixada a determinar restrições no funcionamento do comércio devido à pandemia. Atualmente, é a cidade com mais casos da Covid (9.490) e mais mortes provocadas pela doença (706).

Também candidato à reeleição, o prefeito Wagner Carneiro, Waguinho (MDB), tem ido às ruas, distribuindo abraços e apertos de mão. Neste domingo, o prefeito percorreu a cidade com a mulher, a deputada federal Daniela do Waguinho (MDB), o deputado estadual Márcio Canella (MDB) e seu irmão, Marcelo Canella, vice na sua chapa. Todos estavam em um carro de som e sem máscaras.

Washington Reis percorreu feiras sem máscara e apertou a mão de eleitores
Washington Reis percorreu feiras sem máscara e apertou a mão de eleitores Foto: Reprodução / Facebook Washington Reis
Washington Reis percorreu feiras sem máscara e apertou a mão de eleitores
Washington Reis percorreu feiras sem máscara e apertou a mão de eleitores Foto: Facebook do Washington Reis / Reprodução

Waguinho também foi diagnosticado com a doença em abril. Ele e o filho tiveram sintomas leves. Em um mês, a cidade apresentou aumento de 28,6% no número de casos.

A infectologista Cristiane Lamas, professora de Medicina da Unigranrio, disse que, embora as chances de transmissão por quem já teve a doença sejam baixas, não usar a máscara é um péssimo exemplo:

— Se já tiveram a Covid documentada, a chance de estarem transmitindo é muito baixa. A questão é um pouco comportamental. Eles não estão andando com um certificado que diz “Eu tive Covid”. A impressão que fica para as pessoas é que não é uma coisa importante. Não está escrito na OMS nem no Ministério da Saúde que quem já teve Covid pode andar sem máscara. Tenho vários colegas médicos que já tiveram Covid e todos usam máscara. A gente ainda conhece pouco dessa doença e temos que dar o exemplo.

O prefeito Waguinho (de camisa vermelha) com a mulher e seu vice na chapa
O prefeito Waguinho (de camisa vermelha) com a mulher e seu vice na chapa Foto: Facebook do Waguinho / Reprodução
Na semana anterior ao início da campanha, o prefeito Waguinho percorreu ruas sem máscara e cumprimentando eleitores
Na semana anterior ao início da campanha, o prefeito Waguinho percorreu ruas sem máscara e cumprimentando eleitores Foto: Reprodução / Facebook do Waguinho

Para Tânia Vergara, presidente da Sociedade de Infectologia do Estado do Rio, apesar de ser pequeno o risco de contágio para quem já foi diagnosticado, ele deve ser considerado:

— Ninguém deve andar sem máscara. Quem teve ou não teve a doença (deve usar). O risco é pequeno, mas é real. O uso tem que ser para todas as pessoas em todas as situações até que a gente tenha vacina que proteja toda a população.

Cercado por pessoas sem máscara, Zaqueu (de camisa branca) abraça eleitor
Cercado por pessoas sem máscara, Zaqueu (de camisa branca) abraça eleitor Foto: Facebook de Zaqueu Teixeira / Reprodução

Em Queimados, Zaqueu Teixeira (PSD), candidato à prefeitura, promoveu uma carreata neste domingo. Ele até estava com a máscara e aparece com ela na maioria das fotos. Mas há registro onde aparece sem a proteção e abraçando eleitores. Nas imagens, ele também aparece cercado por muitas pessoas, muitas sem máscaras.

A assessoria de imprensa de Zaqueu Teixeira informou que o candidato e sua mulher são do grupo de risco e que ele usa máscara o tempo todo. A foto em que Zaqueu aparece sem máscara foi no final da carreata, segundo a assessoria, ressaltando que o candidato faz todas as reuniões pelo zoom. A nota diz ainda que Zaqueu só tira a máscara para se alimentar, faz tudo pra se cuidar e evitar a sua contaminação. O candidato pede que as pessoas usem as máscaras nas reuniões e sempre leva pacote com máscaras descartáveis para distribuir. Sobre os abraços e apertos de mão, disse que é difícil evitar “contatos inesperados”.

As assessorias dos candidatos Washington Reis e Waguinho ainda não responderam ao EXTRA.





Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui