Secretário de Desenvolvimento Social do estado visita cidades atingidas por enchente no Noroeste Fluminense | Norte Fluminense

0
16


O secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Bruno Dauaire está no Noroeste Fluminense nesta segunda-feira (22) para acompanhar o trabalho de assistência às famílias atingidas pelas cheias dos rios Carangola, Itabapoana e Muriaé.

De acordo com o Governo do Estado, equipes da pasta atuam desde o final de semana em Porciúncula, Natividade, Bom Jesus do Itabapoana e monitoram a situação dos demais municípios da região.

Marca de lama no muro mostra altura que a água chegou após cheia do rio Carangola, em Porciúncula, no RJ — Foto: Divulgação/Prefeitura de Porciúncula

Apenas em Porciúncula, uma das cidades mais atingidas pelas cheias, 3.235 pessoas deixar suas casas devido à enchente causada após uma forte chuva que atingiu a cabeceira do rio Carangola, no estado de Minas Gerais.

Durante a visita, Bruno Dauaire se reuniu com o prefeito de Porciúncula Léo Coutinho.

“Desde o primeiro momento, orientei a secretaria para priorizar o trabalho de assistência a essas famílias atingidas pela enchente na região. De imediato, enviamos materiais mais urgentes, como produtos de higiene pessoal. Também estamos colocando à disposição o cofinanciamento federal para o Serviço de Proteção em Situações de Calamidades Públicas e Emergências, além dos benefícios socioassistenciais que poderão ser direcionados às famílias em situação de vulnerabilidade”, afirmou Bruno.

Diferentes bairros ficaram totalmente inundados em Porciúncula após cheia do Rio Carangola — Foto: Prefeitura de Porciúncula/Divulgação

Entre os desalojados em Porciúncula, 146 não tinham para onde ir e foram encaminhados para abrigos. Outras 8.600 pessoas foram afetadas de alguma forma pelas inundações.

Já em Bom Jesus do Itabapoana, segundo a Prefeitura, há um total de 53 desalojados e 13 famílias desabrigadas. No momento, dois abrigos provisórios estão em funcionamento.

Água baixou e deixou rastros de lama nas ruas de Natividade, no RJ — Foto: João Vitor Brum/Inter TV

Ainda de acordo com a pasta, a secretaria também está em contato com autoridades e monitora a situação de outras cidades atingidas pelas cheias dos rios, como Natividade, Itaperuna, Italva e Cardoso Moreira.

A orientação para a população é para, em qualquer situação de emergência, entrar em contato com a Defesa Civil através do número de telefone 199.



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui