Prova do Enem em Campos dos Goytacazes termina com aglomeração | Norte Fluminense

0
19


O Enem em Campos, no Norte Fluminense, nem parecia ser o local com mais inscritos para o exame no interior do Estado. Os 10.976 participantes deste ano no município não tiveram que encarar as extensas filas tão comuns em edições anteriores. Uma medida adotada devido a pandemia foi o aumento de locais de aplicação da prova.

A aglomeração começou às 18h 30, quando terminou o prazo para entrega da prova na porta de uma universidade no bairro São Caetano.

No maior local de realização do Enem, com capacidade para receber até 2.900 inscritos, e que este ano recebeu apenas cerca de 1900 estudantes, teve uma manhã tranquila. Filas pequenas, distanciamento e o uso de máscara foi um padrão seguido. Na fila para entrar desde às 11h 30, horário em que os portões foram abertos, em mais uma mudança neste ano.

A Liz Laterça, veio fazer a prova, mas teme que este não tenha sido o melhor momento para aplicação.

A Liz Laterça, veio fazer a prova, mas teme que este não tenha sido o melhor momento para aplicação. — Foto: Hugo Soares.

“Devido a pandemia muita gente não vem, não vai poder vir, porque está doente ou porque está com medo de pegar o vírus, porque todos nós aqui estamos. Então eu achei que ter Enem agora, ainda mais com os índices muito altos, subindo muito, eu achei complicado demais.” disse a estudante, Liz Laterça.

Já a Andressa, que também chegou cedo na fila, a reclamação veio da preparação para a realização da prova.

Já a Andressa, que também chegou cedo na fila, a reclamação veio da preparação para a realização da prova. — Foto: Hugo Soares

“Minha vida toda foi em escola pública. Atrapalhou (a pandemia) um pouco, porque antes lá em casa a minha mãe não deixava ficar muito com o telefone, não tinha muito acesso. Depois que fui ter acesso e comecei estudando pra fazer (o Enem),” contou ao G1 a estudante, Andressa de Oliveira.

Mesmo com os protestos para que o Enem fosse adiado mais uma vez, o exame aconteceu de forma ordeira, sem maiores transtornos. A tradicional correria nos últimos momentos para entrar nos portões que fecharam às 13h, não aconteceu. Apenas uma pessoa ficou de fora do maior local de aplicação da prova em Campos.

“Eu acabei chegando em cima de hora, só que eu estava no conserto do pneu do carro” – lamenta Suellen Oliveira.

A cidade tem o registro de 16.444 casos de covid e 586 mortes pela doença.



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui