Onça-parda é flagrada por armadilha fotográfica no Parque Estadual do Desengano; vídeo | Norte Fluminense

0
24


Uma onça-parda foi flagrada no interior do Parque Estadual do Desengano, unidade de conservação administrada pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e localizada no Norte Fluminense. As imagens do animal, que é um macho adulto, foram registradas por uma armadilha fotográfica instalada no parque com o objetivo de realizar o acompanhamento da fauna local.

De acordo com a gestão da unidade, o registro foi feito no dia 4 de abril deste ano.

“A presença de um animal que é topo da cadeia alimentar, como a onça-parda flagrada no interior do Parque Estadual do Desengano mostra que o ambiente da unidade de conservação encontra-se saudável”, destacou o gestor da unidade de conservação, Carlos Dário.

Onça-parda é flagrada descansando em trilha do Parque Estadual do Desengano — Foto: Reprodução/Parque Estadual do Desengano

O monitoramento de mamíferos de médio e grande portes do Parque Estadual do Desengano é desenvolvido pelo biólogo e pesquisador da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rodrigo Paulo da Cunha Araújo, um parceiro do Inea. O projeto de pesquisa faz parte da Rede de Pesquisa em Biodiversidade da Mata Atlântica (PPBio Mata Atlântica).

Com 1.365 hectares de área de Mata Atlântica, o Parque Estadual do Desengano está localizado no Norte Fluminense e foi criado com o objetivo de preservar espécies endêmicas e ameaçadas de extinção da flora local.

De acordo com a gestação do parque, a unidade de conservação também é reconhecida internacionalmente como uma IBA (Important Bird and Biodiversity Area), ou seja, uma área prioritária para conservação da biodiversidade de aves, pela BirdLife International.



Fonte: G1