Itaperuna, RJ, apresenta mais de 130% de aceleração da pandemia da Covid-19 em uma semana | Norte Fluminense

0
1897


Itaperuna, no Noroeste Fluminense, teve uma aceleração de 131,2% no número de novos casos da Covid-19 na última semana, entre 30 de agosto e o sábado (5), na comparação com os sete dias anteriores. O município passou de 176 para 407 infectados em uma semana e teve o maior aumento percentual de toda a região.

Os dados são de um levantamento do Painel Covid-19 Norte e Noroeste Fluminense.

Itaperuna, RJ, apresenta mais de 130% de aceleração da pandemia da Covid-19 em uma semana — Foto: Divulgação/Painel Covid-19 Norte e Noroeste Fluminense

Atualmente, Itaperuna tem 3.277 casos confirmados da Covid-19.

Além de Itaperuna, as cidades de Cardoso Moreira, Bom Jesus do Itabapoana, Varre-Sai e Campos também apresentaram alta na quantidade de infectados, enquanto outros seis municípios tiveram desaceleração.

As maiores quedas foram registradas no Noroeste: Italva, com – 81,4%; Porciúncula, com – 60%; e Natividade, com – 45%.

De acordo com o Painel, para este levantamento, é utilizado como critério para aceleração da pandemia os municípios que tiveram mais de dez casos em uma semana. As cidades que registraram uma redução superior de dez casos estão classificadas em desaceleração, enquanto as que ficaram no meio termo estão em estabilidade.

Mapa mostra cenário da Covid-19 nas cidades do Norte e Noroeste Fluminense — Foto: Divulgação/Painel Covid-19 Norte e Noroeste Fluminense

Depois de atingir o pico de 436 casos confirmados, entre 9 e 15 de agosto, Itaperuna passou para 163 novos pacientes, entre 16 e 22 de agosto. No entanto, o município está em aceleração pela segunda semana seguida, passando de 176, entre 23 e 29 de agosto, para 407, entre 30 de agosto e 5 de setembro.

Esse é o segundo maior número de contaminados do município em uma semana desde o início da pandemia.

Na sequência, Cardoso Moreira teve um crescimento de 72,2%, passando de 18 para 31 novos casos do novo coronavírus em sete dias.

Bom Jesus do Itabapoana também voltou a apresentar aumento no índice de infectados. O município teve 39 novos casos na última semana, o que representa 50% a mais do que nos sete dias anteriores, quando foram 26 registros.

Apesar de ter um crescimento menor do que nas últimas semanas, de 21,2%, Varre-Sai vem enfrentando uma escalada sem precedentes da pandemia, segundo o levantamento. O município de 11 mil habitantes bateu o recorde de novos casos, passando de 132 para 160 infectados e acumula 597 confirmações do novo coronavírus.

Finalizando a lista das cidades em aceleração da pandemia, Campos voltou a ter crescimento no número de novos casos depois de duas semanas. Foram 411 pacientes diagnosticados entre 30 de agosto e 5 de setembro. É o segundo maior índice na série histórica, atrás apenas dos 457 registros na semana entre os dias 9 e 15 de agosto.

Dos seis municípios das regiões que tiveram desaceleração, Italva foi o que registrou a maior queda percentual. De 70 casos confirmados, entre 23 e 29 de agosto, a cidade passou para 13 na semana passada.

Também do Noroeste, Porciúncula e Natividade aparecem na sequência do ranking de desaceleração, com -60% e -45%, respectivamente. Na primeira cidade, houve uma redução de 45 para 18 casos, enquanto na segunda a diminuição foi de 60 para 33 infectados em sete dias.

As outras cidades que também registraram diminuição na quantidade de novos casos foram Conceição de Macabu, com -30,9% (de 55 para 38 infectados); Santo Antônio de Pádua, com -25% (de 48 para 36 casos); e Macaé, com -11% (de 164 para 146 casos em uma semana).



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui