Comerciantes de Campos, RJ, avaliam o movimento para o Dia das Crianças com otimismo | Norte Fluminense

0
101


Os comerciantes de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, têm observado o movimento de véspera do Dia das Crianças com otimismo.

Ainda em busca da recuperação econômica por conta da pandemia do coronavírus, os empresários têm buscado junto ao poder público medidas para minimizar o impacto negativo.

Uma delas foi conseguida pela Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) do município, que garantiu a liberação do horário de funcionamento neste sábado (10). O horário livre fez com que os comerciantes pudessem estabelecer por conta própria até que horas os estabelecimentos iam funcionar.

Campos e Nova Friburgo liberam comércio para funcionar neste sábado véspera de feriado

Campos e Nova Friburgo liberam comércio para funcionar neste sábado véspera de feriado

Além disso, os shoppings também conseguiram uma importante medida para o feriado: a liberação de crianças com menos de seis anos nos centros comerciais, estabelecida no último decreto da quinta-feira (8).

A proibição havia sido imposta assim que os shoppings reabriram, ainda em julho, e foi reavaliada de uma forma estratégica. A ideia é justamente alavancar as vendas para o dia das crianças.

“Com essa flexibilização, algumas coisas melhoram, facilita a compra dos clientes. Mas é importante sempre continuar mantendo o distanciamento”, conta David Gomes, síndico de um shopping no Centro de Campos.

Ambas as decisões fizeram com que muitas crianças fossem às ruas junto com os pais na manhã deste sábado para escolher pessoalmente o presente.

“Eu vim no shopping, mas achei que ela nem fosse conseguir entrar ainda. Por um lado, [liberar a entrada] é bom porque assim ela pode me acompanhar, mas por outro é arriscado”, afirma o atendente Valdemir Salvador, hoje de folga, e acompanhado da filha de quatro anos.

Preparação para o Natal

A data também é vista como uma espécie de prévia da movimentação das festas de fim de ano, em especial o Natal.

“O dia das crianças é o grande termômetro para nós. Já estamos com uma expectativa boa para o Natal. Não vai ser tão vantajoso quanto os anos anteriores, mas vamos fazer o nosso melhor”, conta Alamir Chacur, dono de uma loja de artigos para crianças no Centro.

O setor dos shoppings também já começa a se planejar para os últimos meses do ano. O síndico David Gomes acredita que mais flexibilizações devem sair até dezembro.

“Vamos fazer algumas promoções para poder chamar mais o cliente. Gradativamente a situação vai melhorando”, disse.

Veja outras notícias da região no G1 Norte Fluminense



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui