Central de Libras realiza primeiro dia de oficina em Itaperuna, no RJ | Norte Fluminense

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

A Central de Libras realizou o primeiro dia de Oficina de Libras, para a primeira turma de inscritos, interessados em aprender a Língua Brasileira de Sinais em Itaperuna, no Noroeste Fluminense.

O encontro aconteceu durante esta semana e as oficinas são ministradas no Centro Integrado de Atendimento à Mulher (CIAM), com o tempo de duração de três meses. Novas inscrições para pessoas interessadas em aprender serão abertas em agosto.

Central de Libras de Itaperuna busca criar um cenário mais inclusivo para pessoas surdas — Foto: Divulgação/Prefeitura

Para Olliver Trajano, secretário Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação, as oficinas são de extrema importância para promover a inclusão na cidade.

“Quanto mais pessoas aprenderem Libras, mais espaços se tornam acessíveis e mais pessoas surdas podem ocupá-los. Nosso objetivo é expandir ainda mais esse projeto que está só no começo. A Central de Libras veio para fazer a diferença. Em breve novas turmas estarão disponíveis e a sua participação é fundamental. Parabéns a toda equipe por esse trabalho”, diz o secretário.

A Central de Libras, é um novo equipamento da Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação e é voltada para criação de políticas públicas, além de suporte aos surdos da cidade. Dentre os objetivos do espaço, promover acessibilidade no âmbito municipal aos cidadãos surdos, que necessitam de apoio linguístico para acessar os espaços públicos e os serviços oferecidos pelo município.

O solicitante ou seu representante só precisará ir até a Central, agendar a presença do intérprete no local do serviço necessário para tradução. Estão disponíveis serviços para consultas médicas, Detran, agências bancárias e todas demandas que forem necessárias para o avanço da inclusão.

A Central de Libras funciona na sede da Prefeitura de Itaperuna, localizada na Rua Isabel Vieira Martins, 131, no bairro Cidade Nova.

Fonte: G1