Aulas presenciais obrigatórias na rede estadual do RJ: veja perguntas e respostas | Rio de Janeiro

0
16


O governo do Estado do Rio marcou para a próxima segunda-feira (25) o retorno total ao ensino presencial nas escolas da rede. Cerca de 725 mil alunos são esperados em suas unidades.

Veja perguntas e respostas sobre a volta.

O retorno é obrigatório?

Sim. Somente alunos com comorbidades poderão optar em continuar estudando em casa.

Quais são as comorbidades?

A Secretaria Estadual de Saúde ainda não especificou. Uma possível lista, ainda não confirmada, é a usada para as exceções ao retorno dos servidores ao expediente presencial:

  • Cardiopatias graves ou descompensadas (insuficiência cardíaca, infartados, revascularizados, portadores de arritmias, hipertensão arterial sistêmica descompensada) e miocardiopatias de diferentes etiologias (insuficiência cardíaca, miocardiopatia isquêmica);
  • Pneumopatias graves ou descompensados (dependentes de oxigênio, asma moderada/grave, DPOC);
  • Imunodepressão e imunossupressão;
  • Doenças renais crônicas em estágio avançado (graus 3, 4 e 5);
  • Doenças cromossômicas com estado de fragilidade imunológica;
  • Neoplasia maligna (exceto câncer não melanótico de pele);
  • Doenças hematológicas (incluindo anemia falciforme e talassemia).

Vou ter de usar máscara?

Sim, o uso do acessório é obrigatório em todos os momentos, exceto na hora da merenda.

Sim, as escolas voltam a oferecer merenda para todos.

O cartão-alimentação vai continuar?

Não. Com a volta da merenda nas escolas, o benefício será suspenso — assim como a distribuição de cestas básicas.

Testei positivo para Covid, e agora?

Todo caso precisa ser comunicado imediatamente à direção da escola.

A turma precisará cumprir quarentena se alguém pegou Covid?

A secretaria ainda não esclareceu.

Como serão as aulas de reforço remotas?

A secretaria não passou detalhes, mas já se sabe que essa revisão de conteúdo será oferecida no contraturno. Por exemplo: um aluno que vai ao colégio de manhã vai ter o reforço à tarde, provavelmente pelo Applique-se.



Fonte: G1