Verstappen lidera de ponta a ponta e vence chuvoso GP de Mônaco na Fórmula 1

Sem sustos, holandês prolonga hegemonia da Red Bull na ano ao conquistar sua quarta vitória em seis corridas

Reprodução/Twitter/@F1Max Verstappen
Max Verstappen, que lidera o campeonato de pilotos, com sua equipe da Red Bull Racing

Bom em pista seca, eficiente em pista molhada. Max Verstappen segue soberano na temporada 2023 de Fórmula 1 e, com uma corrida sem sustos, venceu o GP de Mônaco neste domingo de ponta a ponta, ampliando ainda mais a sua liderança na classificação. Foi a sua quarta vitória em seis corridas e a confirmação de um favoritismo que se apresentou desde os treinos livres e também com a conquista da pole na sessão classificatória. Fernando Alonso chegou em segundo lugar e Esteban Ocon completou o pódio.

Os resultados só comprovam o seu predomínio. Foi a sua quarta vitória em seis provas disputadas e o triunfo de número 39 da carreira. Com o primeiro lugar, ele chega aos 144 pontos na liderança do Mundial de pilotos. A Fórmula 1 retorna no próximo final de semana com a realização do GP da Espanha, que acontece no dia 4 de junho. A prova vai ser disputada no circuito da Catalunha, pela sétima etapa do campeonato.

Nem a chuva foi capaz de alterar o desempenho do holandês. Com pista molhada a partir da volta 52, ele conseguiu manter seu ritmo, evitar uma pressão por parte de Alonso, e garantir mais uma bandeirada na primeira posição. Já seu companheiro Sergio Pérez, que largou em último no grid por causa de um acidente no início da sessão qualificatória, não conseguiu fazer uma corrida de recuperação. Numa prova confusa, ele fez cinco pit-stops e terminou apenas em 16º lugar.

Verstappen cumpriu o que tinha planejado e conseguiu cumprir segurar a liderança na largada. Alonso se manteve em segundo, seguido por Esteban Ocon, Carlos Sainz, Lewis Hamilton e Charles Leclerc nas voltas iniciais. Lance Stroll, que largou na sétima fila, acabou tocando no muro e acabou indo parar em 18º lugar. Utilizando pneus médios, o holandês abriu e administrou uma vantagem de pouco mais de cinco segundos para o rival da equipe da Aston Martin, que apostou em pneus duros nas ruas de Montecarlo.

Na ânsia de fazer a ultrapassagem em busca da terceira colocação, Sainz chegou a tocar no carro de Ocon. O piloto espanhol reclamou de danos na asa dianteira e a Ferrari chegou a separar um novo bico para uma possível parada que acabou não acontecendo. O desempenho da Red Bull, aliada à perícia de Verstappen deu o tom da prova. Com 24 voltas percorridas, a vantagem do piloto holandês para Alonso já era superior à casa dos 11 segundos. Sustentando a dianteira, ele conseguiu imprimir um ritmo forte para evitar qualquer tipo de pressão pela liderança.

A estratégia de parada nos boxes provocou algumas mudanças na prova. A Alpine não trabalhou bem quando Ocon foi para a troca de pneus, e o francês acabou voltando em sexto lugar. Leclerc assumiu o terceiro lugar com a parada de Sainz para reabastecer e com isso Gasly e Russell ficaram com o quarto e quinto lugares com pouco mais de 37 voltas disputadas. Mantendo uma distância de pouco mais de oito segundos, Verstappen não seguiu a estratégia da equipe de entrar nos boxes entre as voltas 30 e 38. Utilizando os compostos médios, só parou no giro 54 e conseguiu retornar na liderança, deixando Alonso em segundo, com Ocon novamente em terceiro.

A presença da chuva tornou a prova mais improvável para os pilotos e Sainz chegou a patinar na pista. Um toque de leve de Kevin Magnussen na Rascasse fez com que a bandeira amarela fosse acionada. O dinamarquês, no entanto, logo foi para os boxes e trocou o bico do carro para seguir. Com trechos secos e molhados, os pilotos tiveram que retomar o cuidado na parte final do GP de Mônaco. Nessa condição improvável, as Mercedes de Hamilton e Russell conseguiram se garantir na quarta e quinta colocação, logo atrás de Ocon, que se manteve no terceiro posto. Com a corrida sob controle, Verstappen passou a defender a sua vitória com uma condução segura o suficiente para garantir mais uma vitória na temporada e se manter como o melhor piloto do atual calendário.

Confira o resultado do GP de Mônaco de Fórmula 1:

1º – Max Verstappen (HOL/Red Bull), em 1h48min51s980;

2º – Fernando Alonso (ESP/Aston Martin), a 27s921;

3º – Esteban Ocon (FRA/Alpine), a 36s990;

4º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes), a 39s062;

5º – George Russell (ING/Mercedes), a 56s284;

6º – Charles Leclerc (MON/Ferrari), a 61s890;

7º – Pierre Gasly (FRA/Alpine), a 62s362;

8º – Carlos Sainz (ESP/Ferrari), a 63s391;

9º – Lando Norris (ING/McLaren), a 1 volta;

10º – Oscar Piastri (AUS/McLaren), a 1 volta;

11º – Valtteri Bottas (FIN/Alfa Romeo), a 1 volta;

12º – Nyck de Vries (HOL/AlphaTauri), a 1 volta;

13º – Zhou Guanyu (CHI/Alfa Romeo), a 1 volta;

14º – Alexander Albon (TAI/Mercedes), a 1 volta;

15º – Yuki Tsunoda (JAP/AlphaTauri), a 1 volta;

16º – Sergio Pérez (MEX/Red Bull), a 2 voltas;

17º – Nico Hulkenberg (ALE/Haas), a 2 voltas;

18º – Logan Sargeant (EUA/Mercedes), a 2 voltas;

Não completaram a prova

19º – Kevin Magnussen (DIN/Haas), a 1min02s945;

20º – Lance Stroll (CAN/Aston Martin), a 1min04s754.

*Com informações de Estadão Conteúdo



Fonte: Jovem Pan