Vasco anuncia reestruturação, demite 186 funcionários e tenta cortar R$ 40 milhões em salários

0
12


De acordo com o Vasco, as dívidas atingem cerca de R$ 720 milhões e são de curto prazo, em sua maioria

Rafael Ribeiro/VascoJorge Salgado é o atual presidente do Vasco

O Vasco anunciou nesta sexta-feira, 12, medidas drásticas para recuperar suas contas em meio ao péssimo momento financeiro. Em nota, a diretoria do clube informou que está passando por um processo de reestruturação, visando economizar R$ 40 milhões na folha salarial anual. Para isso, a agremiação carioca comunicou que demitiu 186 funcionários, transferiu parte da sede administrativa e suspendeu as atividades olímpicas e paralímpicas. “O cenário é desafiador, mas estamos certos que chegou a hora de enfrentarmos com força e determinação os problemas e mazelas que há anos assolam nosso clube”, disse a direção do Gigante da Colina, em nota divulgadas nas redes sociais.

Segundo o Vasco, o montante da dívida gira em torno dos R$ 720 milhões, sendo a maioria em curto prazo. Para piorar a situação, o clubes lembra que irá arrecadar menos dinheiro com as receitas da TV, já que o time foi rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro. “Nosso endividamento líquido, atualmente girando em torno de R$ 720 milhões, encontra-se em níveis muito elevados e concentrados em curto prazo, a inadimplência generalizada com fornecedores torna o Vasco refém de penhoras judiciais, os atrasos de salários de atletas e funcionários se tornaram rotineiros, a antecipação de recursos, com comprometimento de receitas futuras, foi usada indiscriminadamente nos últimos anos e hoje é uma possibilidade praticamente exaurida.”

A solução encontrada pela diretoria foi apresentar uma profunda reestruturação do clube. “Com foco na redução da folha de pagamentos e na maior eficiência e produtividade em todas as áreas do Vasco da Gama, o clube está implantando mudanças profundas em sua estrutura que incluem a extinção e/ou fusão de funções, diminuição de níveis hierárquicos e a integração física e operacional de equipes. Para alcançar esses objetivos, o clube conta com consultorias em finanças e gestão de alto padrão”. Além disso, o clube também anunciou o fechamento temporário da sede do Calabouço e a suspensão dos esportes olímpicos e paralímpicos. “O Remo, esporte fundador do clube, e as modalidades paralímpicas serão mantidos com apoio financeiro de vascaínos até que projetos incentivados sejam implantados.”

Agora, a ideia da diretoria do Vasco é contratar empresas de consultoria financeira e contar com ajuda de parceiros. “A Diretoria de Integridade e Compliance está revisando todos os contratos do Clube, com especial atenção para aqueles de duração superior a um ano, com valores mais expressivos, ou alvos de denúncias. O trabalho será acompanhado pelo Conselho Fiscal e suas conclusões serão apresentadas aos Conselhos do Clube.”





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui