Valdir Espinosa: o amigo dos jogadores

0
3


O gaúcho Valdir Espinosa fez história como treinador em dois clubes brasileiros: o Grêmio, que levou ao título mundial em 1983, e o Botafogo, campeão carioca em 1989, depois de 21 anos de seca. “No Grêmio, foi um sonho realizado. No Botafogo, foi um pesadelo que acabou”, disse. Profundo conhecedor dos esquemas de jogo, montava times fechados na defesa e rápidos nos contra-ataques. Com simpatia e churrascos, sempre tinha o grupo na mão. Morreu aos 72 anos, em decorrência de uma infecção intestinal, no Rio, no dia 27.

Publicado em VEJA de 4 de março de 2020, edição nº 2676



Fonte: Veja Esportes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui