Unai Emery, ex-técnico do PSG: Neymar ‘tem tempo’ para ser o melhor do mundo

0
66


O técnico Unai Emery, que comandou o Paris Saint-Germain entre 2017 e 2018, disse acreditar que Neymar ainda tem chances de ser o melhor jogador do mundo, apesar de enfrentar forte concorrência.

“O ano que passei com ele foi magnífico, aprendi muito de ver as suas respostas em cada treino e nos jogos. Neymar tem o futebol na veia, mas também as faculdades e as condições de executá-lo. Acredito que ele esteja diante da chance de chegar ao nível de Messi e Cristiano Ronaldo para ser o melhor do mundo e tem tempo para isso”, disse.

Emery, que foi demitido do Arsenal na atual temporada, conversou com Diego Martínez, treinador do Granada e seu ex-auxiliar técnico no Sevilla , por vídeo. Ele admitiu que seu pior momento na carreira foi a eliminação do PSG na Liga dos Campeões 2016-2017. Na ocasião, o time goleou o Barcelona por 4 a 0 na ida, mas perdeu por 6 a 1 no Camp Nou.

“Daquele jogo no Camp Nou, o que eu mudaria certamente seria o árbitro (Deniz Aytekin, da Alemanha), que claramente nos prejudicou. Há muitos detalhes na partida que podem fazer com que as coisas desandem, mas se eu começar do final eu mudo o árbitro e pronto. Eu assisti ao jogo novamente outro dia desses por acaso na TV”, recordou.

Ele lembra de momentos cruciais da partida. “Vi dos cinco minutos do segundo tempo até os 37. Perdíamos por 3 a 0, fizemos 3 a 1 e tivemos uma jogada do Cavani no mano a mano que o goleiro salvou o que teria sido o 3 a 2. Depois, houve um pênalti muito claro em Di María que não foi marcado; e aos 37 minutos Di María fez uma falta que Neymar transformou em gol. Foi quando eu parei de assistir”, completou o técnico.

Ele reconhece que deveria ter tomado algumas decisões diferentes. “Naquela etapa do jogo vi que um jogador importante para nós, que tinha tido problemas durante a semana, estava se escondendo no resultado. Talvez agora eu o substituísse. São detalhes, circunstâncias em que o jogo escapa pelos dedos. E há outra circunstância importante: os jogadores do Barça, especialmente Suárez, estavam constantemente se jogando na área, colocando tanta pressão sobre o árbitro até que ele caiu na armadilha”, lamentou o treinador, sem revelar mais detalhes.

* Com EFE



Fonte: Jovem Pan