UFC: Conor McGregor volta aos treinos e luta contra Dustin Poirier deve acontecer em janeiro

0
36


Irlandês estava aposentado desde junho, mas aceitou o convite de Dana White para enfrentar o americano Poirier

Reprodução/ instagramConor McGregor deve retornar ao octógono em janeiro de 2021 depois de anunciar a aposentadoria

O irlandês Conor McGregor anunciou em seu Instagram que voltou a treinar no octógono. O lutador de 32 anos anunciou sua aposentadoria em junho deste ano, mas nas últimas semanas aceitou o convite do chefe do UFC, Dana White, para lutar novamente contra o americano Dustin Poirier. Os dois se enfrentaram em 2014 com vitória de McGregor. “Continuo comprometido”, escreveu o lutador em suas redes sociais.

A luta deve acontecer em janeiro de 2021.  McGregor queria que o embate acontecesse ainda neste ano, mas de acordo com Dana, todas as datas do Ultimate estão fechadas até dezembro com lutas importantes por título, incluindo a última luta da carreira do brasileiro Anderson Silva contra Uriah Hall, que acontece no próximo sábado, 31 de outubro, em Los Angeles, Estados Unidos.

Apesar de nem McGregor nem Poirier terem assinado o contrato da luta, Dana acredita que o confronto vai mesmo acontecer. “Na história de lidar com Conor McGregor, Conor McGregor nunca saiu publicamente e disse: ‘Aceito essa luta’ e depois não lutou e recusou uma luta . Então, espero que a luta continue”, disse ao TMZ Sports.

Acusações de abuso e agressão sexual

Em setembro, Conor McGregor foi preso em Córsega, uma ilha francesa, por uma alegação de tentativa de agressão sexual. “Após uma denúncia apresentada em 10 de setembro denunciando atos que poderiam ser descritos como tentativa de agressão sexual e exibição sexual, o Sr. Conor Anthony Mac Gregor foi alvo de uma audiência pelos serviços da gendarmaria”, disseram os promotores do caso.

Conor estava com a noiva, Dee Devlin, com quem tem dois filhos, passeando de barco pelo Mediterrâneo. A tentativa de agressão teria acontecido em um bar da região e não ficou claro contra quem o ato aconteceu. O lutador também foi acusado de abuso sexual no início do ano depois que o jornal The New York Times divulgou dois casos que teriam acontecido em 2019 com pessoas diferentes. O lutador negou as duas acusações. Ele também já foi preso em outras ocasiões por jogar um carrinho de aço em um ônibus do UFC, por roubar o celular de um homem em Miami, além de ter agredido um idoso com um soco no rosto na Irlanda.





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui