Uefa diz que nove clubes desistiram oficialmente da Superliga Europeia

0
6


A entidade máxima do futebol europeu também revelou uma possível punição ao trio que não renunciou ao projeto

Laurent Gillieron/EFEA Uefa é a entidade que rege o futebol europeu

Arsenal, Chelsea, Manchester City, Manchester United, Tottenham, Liverpool, Milan, Atlético de Madrid e Inter de Milão renunciaram formalmente à criação da Superliga. O anúncio foi feito, nesta sexta-feira, pela Uefa, que também revelou uma possível punição a Barcelona, Real Madrid e Juventus, caso esses clubes não desistam do projeto. “Estes nove clubes reconhecem e aceitam que o projeto da Superliga foi um erro e pedem desculpas aos torcedores, associações nacionais, ligas nacionais, outros clubes europeus e à Uefa. Eles também reconhecem que o projeto não tinha autorização dos Regulamentos e Estatutos da Uefa”, informou o comunicado.

A entidade também revelou no comunicado que nenhum dos clubes estavam banido, mas estavam sujeitos a punições do Comitê Disciplinar da Uefa. Com a renúncia à Superliga, houve a permissão para a aprovação de medidas de reintegração dos nove clubes à entidade maior do futebol na Europa. No fim do comunicado, a Uefa voltou a ameaçar Barcelona, Real Madrid e Juventus. “A Uefa se reserva o direito de tomar quaisquer ações que achar apropriadas contra aqueles clubes que tem até agora se recusado a renunciar à assim chamada Superliga. O assunto será levado aos órgãos disciplinares competentes da Uefa”. Anunciada em 18 de abril, a criação da Superliga Europeia durou menos de 48 horas, após críticas e forte pressão da Uefa e da Fifa, além de outros clubes e de torcedores dos próprios times fundadores.

*Com informações do Estadão Conteúdo





Fonte: Jovem Pan