Três meses após surto, Rodrigo Caio revela que ainda tem sintomas da Covid-19

0
26


O zagueiro do Flamengo revelou testou positivo para o novo coronavírus em setembro e segue sofrendo com o vírus

Alexandre Vidal/FlamengoRodrigo Caio treinado ao lado de Gabigol no CT do Flamengo

O Flamengo viveu um surto de contaminados pelo novo coronavírus entre a metade e o final de setembro, quando o time ainda estava na fase de grupos da Copa Libertadores da América e era treinado por Doménec Torrent. Três meses depois, Rodrigo Caio revelou que ainda sente sintomas da doença. Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, 18, o zagueiro, que testou positivo para a doença no dia 23 de setembro, afirmou que ainda não recuperou o paladar e o olfato.

“Tive poucos sintomas, mas tenho até hoje falta de paladar e olfato. Recuperei bem pouco. A volta foi muito rápida, isso afeta muito. Perdemos a questão física e afetou bastante”, disse o defensor. “Acredito que não seremos os mesmos, espero que sejamos pessoas melhores. Que a gente possa alcançar nossos objetivos nessa reta final de ano”, completou Rodrigo Caio.

Na coletiva, Rodrigo Caio também exaltou o trabalho de Rogério Ceni, seu ex-companheiro de São Paulo. “Uma linha de defesa forte ganha um campeonato, a gente vem fazendo trabalho intensivo para se adaptar ao Rogério, que é muito parecido com o Jorge. A gente vem evoluindo. Com o tempo de trabalho do Rogério, a gente vai evoluir e fazer com que a equipe seja aquela forte e competitiva que foi em 2019. Algumas críticas são bem maldosas, mas o futebol é assim, é emoção. Nós estamos nos sentindo mais confortáveis, nossa equipe está se recompondo e se organizando melhor”, afirmou.

O Flamengo volta a campo no próximo domingo, 20, a partir das 18h15 (de Brasília), para receber o Bahia, no Maracanã. Em caso de vitória, o Rubro-Negro ultrapassa o Atlético-MG e pula para a segunda posição, ficando a cinco pontos do São Paulo com uma partida a menos que o rival paulista.





Fonte: Jovem Pan