Treinador do Palmeiras, Abel Ferreira testa positivo para Covid-19

0
21


O técnico está fora do clássico contra o Santos, marcado para o próximo sábado e válido pela 24ª rodada do Brasileirão; enquanto isso, o português analisa uma proposta do Al Rayyan

Reprodução/TV Palmeiras Abel Ferreira durante entrevista coletiva no Palmeiras

O Palmeiras informou nesta sexta-feira, 4, que o treinador Abel Ferreira testou positivo para a Covid-19, em exame realizado na última quinta-feira. Conforme comunicado da assessoria de imprensa do clube alviverde, o técnico português já está isolado em um hotel na capital paulista e conta com acompanhamento dos médicos do Verdão. Desta forma, o comandante não estará à frente da equipe no clássico diante do Santos, marcado para este sábado e válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além disso, ele também não deverá acompanhar o elenco no primeiro duelo das quartas de final da Copa Libertadores, contra o Libertad (Paraguai), na semana que vem.

O resultado positivo do exame acontece no momento em que Abel Ferreira completa um mês no comando do Palmeiras, ostentando excelentes resultados. Até agora, ele soma sete vitórias, um empate e apenas uma derrota desde que desembarcou no Brasil, assegurando vaga nas quartas da Libertadores e nas semifinais da Copa do Brasil, além de estar brigando pelas primeiras posições no Brasileiro. O bom trabalho, inclusive, foi reconhecido pelo Al Rayyan, do Catar, que fez uma proposta ao técnico de 5 milhões de dólares por temporada, mas que foi recusada pelo português e também pelo Palmeiras. Veja detalhes no final do texto.

O Palmeiras, por sua vez, é o time mais afetado pelo coronavírus do Brasileirão. Com Abel, o clube já registrou mais de 20 pessoas contaminadas entre jogadores e membros da comissão técnica e da diretoria, incluindo o presidente Mauricio Galiotte. Neste momento, além do técnico português, também estão em isolamento o lateral-direito Marcos Rocha e o zagueiro Renan. Os dois foram diagnosticados com a doença há uma semana.





Fonte: Jovem Pan