Tottenham aplica goleada histórica por 6 a 1 sobre o Manchester United

0
8


Equipe de José Mourinho assumiu a 5ª colocação do Inglês; já o time de Manchester ocupa a 16ª

EFE/EPA/Alex LiveseyConsiderando apenas os jogos da era moderna do Inglês, foi a maior goleada na história do duelo

O Tottenham conseguiu um feito e tanto neste domingo. Com um jogador a mais desde os 28 minutos do primeiro tempo, o time londrino aproveitou a fragilidade do Manchester United e, sem piedade, goleou o rival por 6 a 1 no Old Trafford para igualar a maior goleada da história do confronto, assegurada em 1932. Os Spurs melhoraram o desempenho no Campeonato Inglês e vai para a pausa da data Fifa com sete pontos em quatro rodadas, na quinta colocação, à frente de Chelsea, Leeds e Newcastle por ter saldo de gols superior. O Manchester United, por sua vez, está afundado na 16ª colocação, com três pontos e um jogo a menos.

Considerando apenas os jogos da era moderna do torneio, foi a maior goleada na história do duelo. E o massacre deste domingo ainda foi conquistado de virada. O português Bruno Fernandes abriu o placar de pênalti, aos dois minutos, e parou por aí. O que veio na sequência foi um atropelo da equipe de José Mourinho, demitido do United em 2018, antes de se transferir para o time de Londres. Son e Harry Kane foram os destaques, com dois gols e uma assistência cada, e em cinco minutos, a virada estava consumada. O francês Ndombelé e o o marfinense Aurier completaram o passeio.

O lance capital da partida foi a expulsão de Martial, aos 28 minutos, momento em que os visitantes já venciam por 2 a 1. O árbitro Anthony Taylor decidiu expulsar o francês, que deu um tapa em Lamela. No entanto, o juiz não viu, e também não foi avisado pelo VAR, que o meia argentino provocou o adversário antes da agressão. A expulsão foi muito contestada, mas o fato é que, mesmo em igualdade numérica, o time de Solskjaer já vinha sendo dominado pelo rival e apresentado inúmeras falhas defensivas, tanto que alguns gols foram fruto de erros na retaguarda.

* Com Estadão Conteúdo





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui