Torcedor morre em confusão durante jogo entre Gimnasia e Boca Juniors pelo Argentino

A confusão começou com uma briga entre torcedores do Gimnasia fora do estádio Juan Carmelo Zerillo

ALEJANDRO PAGNI / AFPConfusão em Gimnasia x Boca Juniors deixou um torcedor morto
Confusão em Gimnasia x Boca Juniors deixou um torcedor morto

Um homem de 57 anos morreu de ataque cardíaco em meio a um confronto entre torcedores e policiais argentinos na noite da última quinta-feira, 6, na cidade de La Plata. O conflito interrompeu de forma precoce a partida entre Gimnasia y Esgrima e Boca Juniors, pela 23ª rodada do Campeonato Argentino, por falta de segurança no local. A confusão começou com uma briga entre torcedores do Gimnasia fora do estádio Juan Carmelo Zerillo. A arena estava lotada, mas havia fãs do time da casa com ingressos, do lado de fora. Alguns entraram em confronto diante dos portões já fechados. Ao intervir, a polícia usou balas de borracha e gás lacrimogêneo para tentar conter o tumulto. Apesar disso, o gás invadiu o estádio, afetou os torcedores nas arquibancadas e até os atletas, que precisaram deixar o gramado às pressas. Sem ter para onde escapar, alguns “hinchas” invadiram o gramado. A partida precisou ser encerrada logo aos nove minutos do primeiro tempo, por decisão do árbitro Hernán Mastrángelo. “A realidade é que não tivemos integridade física para continuar a partida, isso afetou a todos nós no campo, o ar ficou irrespirável. A situação saiu do controle e não havia garantias de segurança”, disse o juiz.

O jogo não contou com torcedores do Boca Juniors no estádio, já que a presença de torcida visitante está vetada na cidade desde 2013, justamente por conta de diversos casos de violência. “Lamentavelmente, há uma pessoa morta. Faleceu de problema cardíaco”, afirmou Sergio Berni, ministro da Segurança da Província da Buenos Aires. “Tentaram reanimá-lo na ambulância, mas morreu lamentavelmente”. A Associação do Futebol Argentino (AFA) emitiu comunicado no qual “repudia veementemente os fatos publicamente conhecidos que ocorreram nas proximidades do estádio Gimnasia y Esgrima La Plata” e expressou “seu compromisso de continuar trabalhando para erradicar essa classe de episódios que mancha o festival de futebol”.

*Com informações do Estadão Conteúdo

 



Fonte: Jovem Pan