Torcedor do São Paulo morre no entorno do Morumbi, em SP – 25/09/2023 – Cotidiano


Um torcedor do São Paulo de 32 anos morreu durante as comemorações pelo título da Copa do Brasil no entorno do estádio Cícero Pompeu de Toledo, no Morumbi, zona oeste de São Paulo, na noite deste domingo (24).

Segundo o boletim de ocorrência ao qual a reportagem teve acesso, policiais militares estavam nas proximidades da avenida Jules Rimet com a rua Sérgio Paulo Freddi, entre os portões 6 e 7 do Morumbi, quando torcedores do São Paulo tentaram invadir a área de isolamento para acessar o estádio.

PMs conseguiram impedir o acesso, mas passaram a ser atingidos por diversos objetos arremessados pelos torcedores.

Segundo os policiais, foi necessário o uso de munição química e explosiva, além de cassetete.

Pouco depois, um homem identificado como Rafael dos Santos Tercilio Garcia foi encontrado caído desacordado no chão.

O torcedor foi levado para o pronto-socorro do Hospital Municipal do Campo Limpo por uma ambulância que estava no estádio, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo o boletim, Garcia teve lesão occipital com perda de massa encefálica. Não foi possível identificar qual objeto causou o ferimento.

Em nota publicada nas redes sociais, a Torcida Independente, umas das principais organizadas do São Paulo, informou que Rafael Garcia fazia parte do quadro de pessoas surdas. Um irmão dele confirmou à reportagem que ele era surdo.

A entidade também afirmou que seguiu “todos os protocolos determinados com as autoridades de segurança”.

“Em nenhum momento, partiu da Independente alguma ideia para concentração popular, fora de área de perímetro. Inclusive, na data do jogo, divulgamos nota oficial para que torcedores sem ingresso, não fossem ao Morumbi.”

A torcida também lamentou a morte de Rafael e cobrou apuração. “Não sabemos o que ocorreu e aguardamos o total conhecimento dos fatos, para as devidas responsabilizações.”

A ocorrência demorou cerca de seis horas para ser apresentada para policiais civis. De acordo com o boletim de ocorrência, a confusão ocorreu por volta das 18h, após a partida do São Paulo contra o Flamengo, mas somente foi informada para Polícia Civil à 0h01. Oito PMs ficaram feridos.

O caso foi registrado como homicídio na Drade (Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva) e é investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa).

A Ouvidoria das Polícias também disse ter aberto um procedimento para acompanhar o caso.

Torcedora do Palmeiras morreu em julho

O caso ocorre após quase três meses da morte da torcedora do Palmeiras Gabriela Anelli Marchiano, que foi atingida por uma garrafa em 8 de julho, em São Paulo. Ela foi ferida no pescoço durante uma briga entre palmeirenses e flamenguistas nas proximidades do Allianz Parque, na zona oeste da capital.

Um homem, torcedor do Flamengo, foi preso por suspeita de ter arremessado o objeto.



Folha de S.Paulo