Sem máscara, brasileiros e argentinos se aglomeram em frente ao Maracanã – 10/07/2021 – Esporte

0
18


A poucas horas do início da decisão da Copa América entre Brasil e Argentina, neste sábado (10), torcedores brasileiros e argentinos se aglomeram em frente ao Maracanã.

Convidados para assistir à final continental, eles aguardam a abertura do portão 6 para a retirada das credenciais de acesso, que são fornecidas pelas respectivas confederações, CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e AFA (Associação do Futebol Argentino).

Muitos dos torcedores que esperam para a entrada no estádio não usam máscara e também não respeitam o distanciamento social.

Do lado de fora do Maracanã, ambulantes também aproveitam para vender bebidas, bandeiras e camisas de Brasil e Argentina.

Por volta das 17h, funcionários da Vigilância Sanitária ordenaram o fechamento dos bares que circundam o estádio.

A Folha revelou neste sábado que há fraude em alguns exames de RT-PCR, necessários para o acesso à decisão da Copa América.

A proprietária da Laborlife, Priscila Amaral, disse ter sido informada por um cliente argentino que uma pessoa estava oferecendo laudos da empresa por R$ 150 sem a necessidade de realização de exame. Ao menos 17 exames que usam a marca desse laboratório já foram identificados como falsificados.

Os exames com o resultado negativo deveriam ter sido realizados 48 horas antes do início da partida.

A Conmebol, que não tem um laboratório de referência no qual possa fazer um controle adequado dos exames, reconheceu o problema e afirmou que não permitirá a entrada de torcedores com testes fraudados.

“A Conmebol assegura que os controles para o ingresso à final da Copa América serão extremamente rigorosos”, disse a entidade em nota.

Segundo a confederação sul-americana, 4.400 convidados estarão presentes na final entre Brasil e Argentina. São 2.200 credenciais distribuídas pela CBF, e a outra metade para a AFA.



Fonte: Máquina do Esporte