‘Sem a taça, não foi perfeito’, diz Gabigol após prêmio de melhor jogador da Libertadores

0
13


Jogador, que marcou 11 gols na competição, disse que foi especial ser reconhecido ‘entre tantos bons jogadores’; Palmeiras levou o título por 2 a 1 contra o Flamengo em Montevidéu

Reprodução/Instagram/libertadore/27.11.2021Gabigol marcou único gol do Flamengo na final da Libertadores

O atacante Gabigol, do Flamengo, admitiu que o prêmio de melhor jogador da Taça Libertadores teve um gosto amargo, depois da derrota para o Palmeiras por 2 a 1. A decisão do torneio aconteceu no último sábado, 27, em Montevidéu, Uruguai. “Sem a taça, não foi perfeito”, lamentou o jogador, artilheiro da competição e autor do gol de honra do Rubro-Negro na final. Em entrevista coletiva concedida pouco após o fim da partida e de receber o prêmio de melhor jogador da edição de 2021 da Libertadores, Gabigol afirmou que é especial o reconhecimento “entre tantos bons jogadores”.

O atacante do Flamengo terminou a competição deste ano com 11 gols marcados, dois a mais do que dois anos atrás, quando foi artilheiro e também ajudou a equipe a alcançar o título. “Na outra vez que ganhei, tatuei a taça. Quando se é campeão, te marca”, disse. Para Gabigol, a final de sábado acabou sendo definida em detalhes, como na falha do meia Andreas Pereira, no primeiro tempo da prorrogação, que resultou no gol do atacante Deyverson, o segundo do Palmeiras, que decretou o placar final. “Eles tiveram sorte naquela jogada e no primeiro gol também”, avaliou. Gabigol ainda foi irônico, ao dizer que não lembrava “como era perder um título”, em alusão as recentes conquistas do Flamengo e completou, afirmando que a busca será por novas taças com o clube. “Fico feliz, porque o Flamengo chegou mais vezes às finais. Não vamos ganhar todas, mas a motivação sempre é a de ser campeão”, garantiu.

*Com informações do Estadão Conteúdo.





Fonte: Jovem Pan