Seleção olímpica vence Emirados Árabes por 5 a 2 em amistoso preparatório para Tóquio

0
13


Seleção não jogou bem e só deslanchou no fim; Diego Carlos, Matheus Cunha (2x), Martinelli e Reinier marcaram os gols

Lucas Figueiredo/CBFBrasil não jogou bem contra os Emirados Árabes

A seleção brasileira olímpica masculina venceu os Emirados Árabes, por 5 a 2, nesta quinta-feira, 15, em Belgrado, na Sérvia, no último amistoso preparatório para a disputa da Olimpíada de Tóquio. Apesar da vitória, o time do técnico André Jardine mostrou deficiências, que tornam difícil repetir no Japão a medalha de ouro conquistada no Rio em 2016. André Jardine mandou a campo como time titular: Santos; Dani Alves (capitão), Nino, Diego Carlos e Arana; Gabriel Menino, Bruno Guimarães, Claudinho e Paulinho; Matheus Cunha e Antony. Ricardo, Gabriel Martinelli, Bruno Fuchs, Reinier, Matheus Henrique e Abner Vinícius entrara na etapa final. O Brasil até dominou a partida, mas foi mal na troca de passes e na marcação, dando espaço e moral para os adversários. Apesar do futebol irregular o Brasil somou inúmeras oportunidades de gol, diante de um fraco adversário, que teve na atuação de Rakaan Waleed a sua salvação para os primeiros 45 minutos.

Apesar de baixo, o goleiro foi o destaque com pelo menos quatro boas defesas. O Brasil forçou muito as jogadas pela direita, com Daniel Alves e Antony. Claudinho e Paulinho não apareceram na criação, enquanto Matheus Cunha e Antony não tiveram sucesso nas finalizações. Já os Emirados Árabes mostraram organização e bom toque de bola. Em uma de suas raras escapadas para o ataque, Alkaabi deu belo drible em Gabriel Menino e cruzou. A bola bateu em Nino e entrou: 1 a 0. O empate veio aos 43 minutos, com Diego Carlos, que cabeceou forte, após cobrança de escanteio pela direita de Antony. O início do segundo tempo teve o mesmo panorama. O Brasil dominou, pressionou, perdeu gols e voltou a cometer erros na defesa. Desta forma, os Emirados aproveitaram para ficar em vantagem mais uma vez. Aos 21 minutos, Abdalla Alnaqbi surgiu no meio da zaga para desviar de cabeça e fazer 2 a 1.

O gol abalou um pouco a seleção, a ponto do experiente Daniel Alves receber cartão amarelo, após uma falta boba no meio de campo. Mas a fragilidade do adversário ajudou o Brasil no final. De tanto atacar, a defesa árabe começou a apresentar falhas e os gols saíram em sequência com Matheus Cunha (2), Martinelli e Reinier. A seleção volta a entrar em campo na primeira fase da Olimpíada no dia 22 de julho, contra a Alemanha às 8h30 (Brasília). No dia 25 de julho será a vez de enfrentar a Costa do Marfim, às 5h30 e fecha contra a Arábia Saudita no dia 28 de julho, às 5h.

*Com informações do Estadão Conteúdo





Fonte: Jovem Pan