Rogério Ceni se irrita após derrota do Flamengo: ‘Erros grotescos para quem quer ser campeão’

0
38


Treinador do Rubro-Negro carioca chegou a deixar de responder uma pergunta depois do revés diante do Fluminense; assista

FELIPE DUEST/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDORogério Ceni é o atual treinador do Flamengo

Rogério Ceni demonstrou muita irritação na entrevista coletiva após a derrota do Flamengo por 2 a 1 para o Fluminense, na noite da última quarta-feira, 6, no Maracanã, em duelo válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Questionado sobre a falta de repertório do seu time, o treinador negou e justificou o revés para o arquirrival devido aos “erros grotescos” cometidos pela equipe rubro-negra.

“Tem uma coisa que se chama falta de repertório, enquanto outra é a bola não entrar. Quando você finaliza 19 vezes no gol do adversário, não é falta de repertório. Chegamos em bolas alçadas, tabelas e finalizações. Agora, para isso você precisa ter repertório. A bola entrar ou não é circunstancial. Mais finalização que nós treinamos é impossível. Infelizmente, a bola não tem entrado”, disse Ceni, que também respondeu sobre a possibilidade do Flamengo ser campeão do Nacional. “Depende. O que nós criamos é suficiente para marcar gols e vencer os jogos, como no caso desta partida. Agora, os erros são grotescos para uma equipe que quer ser campeã”, complementou.

Na saída do campo, o meio-campista Giorgian De Arrascaeta disse que o Flamengo não está jogando o suficiente para buscar a liderança do Brasileirão – com uma partida a menos, o time carioca tem sete pontos a menos que o líder São Paulo. Rogério Ceni, no entanto, discordou parcialmente.  “O De Arrascaeta não se refere à maneira que o time jogou, mas, sim, como a forma que levou os gols. Aí eu tenho que concordar com ele. Agora, o time produziu bastante no primeiro tempo, teve ótimas chances de gol, grandes oportunidades de fazer 2 a 0. O Fluminense veio pra jogar a bola na área e foi assim que conseguiu o primeiro gol. Infelizmente, tomamos um gol num lançamento de 40 metros e em uma bola lenta. Aí eu tenho que concordar com ele porque, de fato, fica difícil almejar o título”, comentou. Ceni também sequer respondeu a pergunta de um jornalista que o indagou sobre o motivo de Everton Ribeiro e De Arrascaeta atuarem do mesmo lado do campo. No entendimento do técnico, isto não aconteceu. Veja a entrevista abaixo.

 





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui