Presidente diz que beijo em jogadora foi ‘inaceitável’ – 22/08/2023 – Esporte


O presidente do governo espanhol –equivalente ao cargo de primeiro-ministro–, Pedro Sánchez, afirmou, nesta terça-feira (22), que considerou um “gesto inaceitável” o beijo que o presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), Luis Rubiales, deu na jogadora Jenni Hermoso após a Copa do Mundo feminina, julgando as desculpas do dirigente como “insuficientes”.

“Acho que o que vimos foi um gesto inaceitável”, disse Sánchez em uma breve coletiva de imprensa após uma reunião com o rei Felipe 6º.

“Também acredito que as desculpas que o senhor Rubiales deu não são suficientes, acho até mesmo que não são adequadas e que, portanto, ele deve continuar tomando medidas”, acrescentou, sem mencionar uma possível demissão.

Ao cumprimentar a campeã do mundo após receber sua medalha, Rubiales deu um beijo na boca da jogadora, para a surpresa de todos, inclusive da própria Hermoso.

“Nem eu esperava”, declarou a espanhola à rádio Cope após a partida, acrescentando que “foi a efusão do momento” e “que não há mais nada ali”.

A jogadora já havia aparecido em um vídeo que mostra a comemoração da equipe no vestiário. “Não gostei, hein!”, disse Hermoso rindo, no que parece ser sua resposta às piadas das companheiras.

Na segunda-feira (21), o ministro da Cultura e dos Esportes da Espanha, Miquel Iceta, qualificou o beijo como “inaceitável” e exigiu que Rubiales “desse explicações e pedisse desculpas”.

Naquela mesma tarde, o presidente da RFEF se pronunciou através de um vídeo e se desculpou pela atitude.

“Há um fato que tenho que lamentar e é o que aconteceu entre uma jogadora e eu, com uma magnífica relação entre ambos, assim como com outras, pelo que com certeza me equivoquei”, disse o dirigente, em referência a seu beijo em Hermoso.



Folha de S.Paulo