Palmeiras vence Santos na reestreia de Dudu e mantém liderança do Brasileirão 

0
22


Gustavo Gómez, Breno Lopes e Willian marcaram para o time alviverde, enquanto Carlos Sánchez e Marinho descontaram para os santistas

ANDRÉ PERA/PERA PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
O Palmeiras venceu o Santos em confronto válido pela 11ª rodada do Brasileirão 2021

O Palmeiras não deu a menor chance ao Santos, bateu o rival por 3 a 2 e manteve a liderança do Campeonato Brasileiro, neste sábado, 10, no Allianz Parque, em confronto válido pela 11ª rodada. Gustavo Gómez, Breno Lopes e Willian marcaram para o time alviverde, enquanto Carlos Sánchez e Marinho descontaram para os santistas. Com a vitória, o Palestra chega aos 25 pontos na tabela, abrindo três de vantagem para o segundo colocado RB Bragantino, que enfrenta o Athletico-PR nesta rodada. O Peixe, por sua vez, permanece com 15 pontos, na sétima posição, mas pode ser ultrapassado no decorrer do final de semana. A partida também marcou a reestreia de Dudu, ídolo que entrou nos minutos finais e voltou a jogar pelo clube após ser emprestado ao Al Duhail, do Catar. Agora, as duas equipes voltam a concentrar suas atenções nas competições continentais. Na quarta-feira, 14, o Verdão visita a Universidad Católica, no Chile, no primeiro confronto das oitavas de final da Copa Libertadores da América. No dia seguinte, o Alvinegro praiano recebe o Independiente (ARG), na Vila Belmiro, em duelo válido pela rodada de ida das oitavas da Copa Sul-Americana.

Em casa, o Palmeiras fez valer o mando de campo, dominou o Santos e criou as melhores oportunidades no confronto. Tanto que Deyverson, mais uma vez titular na equipe de Abel Ferreira, chegou a abrir o placar cedo, mas viu o auxiliar marcar impedimento na jogada. “Martelando”, o Verdão saiu na frente através da bola parada aos 18 minutos: Gustavo Scarpa bateu escanteio, João Paulo saiu mal e Gustavo Gómez completou para as redes. Desorganizado, o Santos acabou levando mais um três minutos depois. Em tabela entre Raphael Veiga e Breno Lopes, o atacante saiu na cara do goleiro e não perdoou. Tentando se acalmar, o time de Fernando Diniz passou a trocar mais passes, chegando a ter 70% de posse, mas só conseguiu furar a defesa palmeirense em cabeçada de Marinho.

Insatisfeito com o resultado, Diniz voltou do intervalo promovendo a entrada de Carlos Sánchez na vaga de Jean Mota, querendo dar mais ofensividade ao time. A princípio, a alteração deu certo, fazendo o Santos equilibrar a partida e até descontar. Aos 22 minutos, o uruguaio recebeu dentro da área e foi derrubado por Marcos Rocha. Na cobrança, ele não titubeou, soltou uma porrada no meio do gol e diminuiu. Com o placar ameaçado, o Palmeiras voltou ao jogo com Deyverson. Primeiro, o atacante fez o goleiro João Paulo praticar um milagre. Depois, ele recebeu cruzamento de Marcos Rocha e desviou par Willian, que completou para as redes, aos 38. Já nos minutos finais, com a entrada de Dudu, o Santos conseguiu diminuir mais uma vez através de um pênalti discutível. Aos 46, Mayke acertou Marinho dentro da área. Na batida, o atacante acertou o canto de Jaílson, indefensável para o arqueiro.

 





Fonte: Jovem Pan