Pablo Marí relembra passagem pelo Flamengo: ‘Ponto alto da carreira’

0
18


Confira o que o zagueiro espanhol, atualmente no Arsenal, falou sobre a sua passagem pelo Rubro-Negro carioca

Alexandre Vidal, Marcelo Cortes & Paula Reis / FlamengoPablo Marí defendeu o Flamengo em 2019

O zagueiro Pablo Marí, do Arsenal, reconheceu que a passagem pelo Flamengo, no ano passado, foi o auge de sua carreira no futebol. Na ocasião, o espanhol foi titular na defesa ao lado de Rodrigo Caio nas conquistas do Campeonato Brasileiro e na Copa Libertadores da América com o time rubro-negro. Logo após contribuir bastante na equipe comandada por Jorge Jesus, o defensor foi contratado em definitivo pelo time britânico, em janeiro de 2020.

“Meu ponto mais alto, sem dúvida, foi ganhar a Libertadores e o Campeonato Brasileiro como o Flamengo”, garantiu o defensor, de 27 anos, em entrevista à Agência EFE, que também falou sobre a sua chegada ao Arsenal e a grave lesão que sofreu em junho deste ano. “Foi complicado, porque vinha de jogar muito pelo Flamengo. Jogando quase sem descanso, 32 partidas seguidas. Tive alguns dias de férias e me incorporei ao Arsenal, nessa locomotiva que é a Premier. Em duas semanas, estava pronto, justamente quando começou a pandemia”, disse o espanhol. “Tive tempo em casa para me colocar em forma e estar no nível dos meus companheiros. Por isso, quando o primeiro confinamento acabou, vejo que sou titular. Quer dizer que, dentro da paralisação, fiz tudo bem”, avaliou.

Questionado sobre a seleção espanhola e se é uma ideia que o motiva a entrar em campo e atuar em alto nível, Marí garantiu ter confiança que o técnico dos campeões mundiais de 2010, Luis Enrique, conhece seu potencial e o observa. “É um objetivo que tenho em mente. Eu adoraria ir para a seleção e vestir a camisa do meu país. Eu trabalho todos os dias para isso”, disse o ex-Flamengo. “Tenho muitos anos de futebol pela frente e acho que tenho algo para acrescentar à seleção. Confio que Luis Enrique, que agora mesmo, está dando chance para todo mundo, em algum momento dê para mim. Se a tiver, não vou desperdiçá-la”, garantiu Mar





Fonte: Jovem Pan