Nos pênaltis, Vasco vence o Botafogo e conquista a Taça Rio

0
15


Após três defesas, o goleiro Vanderlei garantiu o título ao clube nas cobranças; o jogo aconteceu em São Jenuário neste sábado, 22

Imagem: Reprodução/Instagram @vascodagamaO goleiro Vanderlei defendeu as cobranças de Pedro Castro, Felipe Ferreira e Matheus Frizzo

Nos pênaltis, o Vasco da Gama venceu o Botafogo e conquistou o título da Taça Rio na tarde deste sábado, 22. Durante o tempo normal, o campeão da disputa perdeu para o Botafogo, por 1 a 0, no jogo realizado no estádio de São Jenuário, no Rio de Janeiro. No entanto, com três defesas do goleiro Vanderlei na disputa de pênaltis, o Vasco levou o título. A Taça Rio deste ano representa um prêmio de consolação aos times que ficaram entre o quinto e o oitavo lugar no Campeonato Carioca. O título garante ao Vasco uma premiação de R$ 1 milhão.

Para a partida deste sábado em São Jenuário, o Vasco levou a vantagem da vitória, por 1 a 0, sobre o adversário no jogo de ida. Apesar disso, o benefício durou apenas o período do primeiro tempo. Buscando a vitória para levar a decisão para os pênaltis, o Botafogo iniciou a partida pressionando o Vasco, mas tropeçou em seus próprios erros de passe. O cenário do jogo mudou depois do intervalo. No segundo tempo, o Vasco voltou mais ligado e assustou o Botafogo com as investidas de Gabriel Pec e Zeca. No entanto, o time sofreu um apagão após a parada técnica e viu o Botafogo abrir o placar aos 26 minutos, com um gol de Gilvan.

A vitória simples botafoguense levou a decisão para os pênaltis. Foi então que brilhou a estrela do goleiro Vanderlei, que defendeu as cobranças de Pedro Castro, Felipe Ferreira e Matheus Frizzo. Andrey, Zeca e Gabriel Pec converteram para o Vasco, campeão de um torneio de importância simbólica. A partir de agora, as duas equipes se preparam para o primeiro compromisso na Série B do Brasileiro. No próximo sábado, 29, o Vasco recebe o Operário em São Jenuário. Já o Botafogo enfrenta o Vila Nova na sexta-feira, 28, no Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia.





Fonte: Jovem Pan