Nilson Cesar critica Neymar após eliminação do PSG: ‘Mais humildade e mais bola’

0
9


O narrador do Grupo Jovem Pan falou que os torcedores precisam parar de ‘babar ovo’ do craque e falou sobre a possibilidade do camisa 10 do Paris Saint-Germain e da seleção brasileira ganhar o prêmio de melhor jogador do mundo

Montagem sobre fotos/reprodução/Jovem Pan/EFE/EPA/PETER POWELLNilson Cesar criticou a atuação de Neymar após a eliminação do PSG

O Manchester City não deu a menor chance, venceu o Paris Saint-Germain mais uma vez e avançou à final da Liga dos Campeões da Europa com extrema autoridade. Neymar, camisa 10 e principal esperança do time francês, acabou tendo mais uma atuação discreta, fazendo pouco diante do forte poder coletivo da equipe de Pep Guardiola. Para Nilson Cesar, narrador do Grupo Jovem Pan, o resultado do confronto “deu a lógica”. Já quanto a mais um insucesso do craque brasileiro, o locutor pediu mais humildade à estrela, que ainda tem um longo caminho a percorrer para atingir o seu objetivo de ser o melhor jogador do mundo.

“Meus amigos, deu a lógica! O PSG, do menino Neymar, está fora da ‘Champions League’ mais uma vez. Olha, eu falei: poderia até passar para a final se tivesse enfrentado outro adversário, mas não contra o City. Precisa parar com isso de ‘babar ovo’ do Neymar, achando que ele vai resolver a situação. Achando que o Neymar vai superar um time que taticamente é melhor, como é o Manchester City, comandado por Guardiola, que vem evoluindo. E também tem o De Bruyne, que está fazendo uma temporada fantástica. Para mim, deu a lógica. O que se precisa entender é que o Neymar está distante de ser o melhor do mundo. Que ‘Ney Day’ coisa nenhuma! É ‘Day Guardiola’! Day De Bruyne’! Parem com essa história! Ficam com essas frescuras, e o PSG é eliminado. Parabéns ao Manchester City, que segue na competição. Mais humildade e mais bola, hein?”, disparou.

Neymar foi extremamente criticado pela imprensa francesa após a eliminação na semifinal da Liga dos Campeões. O ‘Le Parisien’, por exemplo, chamou o brasileiro de um “gênio sem ideias”. “Sem seu alter ego ‘Ney’ muitas vezes posicionado na esquerda preferia nunca, ou tão pouco, tocar para os parceiros e muitas vezes fez dribles desnecessários. Para alguém que costuma ser chamado de gênio, isso se tornou constrangedor”, apontou a publicação. A ‘France Football’, revista que entrega o prêmio Bola de Ouro, por sua vez, deu nota 2 para o craque, que vê a possibilidade de ganhar algum prêmio individual relevante praticamente acabar.

Assista abaixo:





Fonte: Jovem Pan